Nesta quinta-feira, 18 de maio – Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes – reconhecendo a importância do tema, a Prefeitura de Lagoa Seca, através da Secretaria Municipal de Assistência Social, começou o dia com uma grande caminhada pelas ruas da cidade com o objetivo de chamar a atenção da população para o assunto.

A campanha, coordenada no município pelo Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), com tema “Violência Sexual contra criança e adolescente. Isso é da nossa conta!”, teve como objetivo maior, incentivar a população a identificar e denunciar casos de abuso no município.

A caminhada, que teve início na sede do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) no bairro São José, passou pelas principais ruas da cidade até chegar a Praça Matriz de Lagoa Seca, no Centro do município.

Durante o percurso, que contou com a participação de cerca de 200 alunos de escolas municipais e alunos do SCFV, foram distribuídos panfletos com informações sobre o tema e orientações sobre como realizar a denúncia de casos de abuso, além da realização de adesivagem de casas e veículos.

Os alunos seguravam cartazes e faixas com mensagens sobre o assunto, motivando sempre a população a conhecer mais sobre o tema e a não se calar diante do problema. Um carro de som também foi utilizado, tocando jingle explicativo sobre a temática da campanha.

Já na praça pública, finalizando a manhã de mobilização da campanha, foram realizadas apresentações artística com grupo dança do projeto “Na Ponta dos Pés” e uma encenação teatral do grupo de teatro Ministério de Arte Paz e Bem, da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

Prefeito Fábio Ramalho ‘vestiu’ camisa contra violência sexual

O prefeito Fábio Ramalho fez questão de participar do evento e literalmente vestiu a camisa da campanha coordenada pelo CREAS. Em praça pública, o chefe do executivo fez questão de destacar a importância do momento e se comprometeu em garantir o funcionamento pleno de todos os órgãos que atendem essa demanda. “Vamos continuar investindo forte em todos serviços que atendem esse tipo de público. Entendemos que desta forma, a prefeitura estará fazendo sua parte”

Fábio ainda destacou a importância das pessoas se encorajem a denunciar. “É preciso chamar a atenção da população de Lagoa Seca para a questão do abuso e a exploração sexual. Não podemos pensar que isso acontece apenas em grandes centros. Precisamos cuidar de nossas crianças. É nosso dever e direito delas”, afirmou o prefeito Fábio Ramalho.

A secretaria de Assistência Social, Cristiane Cavalcante, destacou o envolvimento da comunidade. “Estamos executando este projeto no CREAS desde o início do ano e nossa meta é conseguir conscientizar a população sobre a importância da denúncia. Estamos unindo a sociedade no enfrentamento deste mal, com ações promovidas em várias secretarias. Esse engajamento tem sido importante” comentou.

Alunos foram premiados com tablets em Concurso de Redação

Durante a tarde, foi entregue a premiação dos alunos da rede municipal de ensino que participaram e venceram o concurso de redação realizado pela Prefeitura através do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS).

O momento ocorreu no Salão Paroquial. Além do prefeito de Lagoa Seca, Fábio Ramalho, da secretária municipal de assistência social, Cristiane Cavalcanti, o evento foi prestigiado por vereadores e membros da sociedade civil organizada.

O concurso de redação, que teve como tema “Violência Sexual contra a criança e Adolescente: Isso é da nossa conta”, contou com um total de 60 inscrições. Só tiveram direito de participar, alunos da rede municipal de ensino, entre o sexto e o nono ano.

Os alunos vencedores do concurso receberam como prêmio, das mãos do prefeito de Lagoa Seca, Fábio Ramalho, um tablet, uma medalha e outros brindes. Os professores orientadores dos alunos vencedores, também receberam um tablet como prêmio. A escolas participantes receberam uma Comenda pela participação.

O concurso fez parte das ações do projeto “Isso é da nossa conta”, que iniciou as atividades em fevereiro deste ano seguindo um cronograma extenso ao longo dos últimos meses. Foram realizadas, capacitações de profissionais da educação, palestras para estudantes, oficinas e diversas atividades sobre o tema do projeto.