Profissionais da saúde bucal se reuniram na manhã desta quinta-feira (05), na escola Frei Manfredo, na qual realizaram um treinamento nas crianças da escola, onde será feito posteriormente o levantamento epidemiológico de como se encontra a situação da saúde bucal da população no município.

O projeto modelo PPP (Parceria entre instituição Pública e Privada) é um trabalho que envolve a Prefeitura Municipal de Lagoa Seca, a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e a empresa Colgate, e tem como objetivo fazer uma vistoria, através da examinação rápida, de como está a situação de higienização bucal dos munícipes, principalmente nas crianças.

O primeiro treinamento aconteceu no Hemocentro, em Campina Grande, e os profissionais da saúde bucal de Lagoa Seca estiveram juntamente com outros municípios neste processo de capacitação, onde a etapa foi denominada ‘In lux’, isto é, análise de imagens. Nesta ocasião, o treinamento intitulado de ‘In Vivo’, ou seja, treinamento em pessoas, aconteceu na escola Frei Manfredo com o intuito realizar o treinamento e, depois da ação, fazer o levantamento epidemiológico, pra saber a situação da saúde bucal das pessoas do município.

A Colgate já iniciou a distribuição de kits para a higienização bucal para a toda população, tendo o foco principal as escolas, onde é realizada a escovação supervisionada, orientação de escovação com palestras, acompanhamento e o levantamento das necessidades.

Segundo uma das coordenadoras do projeto, Mery Barbosa, a escola Frei Manfredo foi escolhida por ser uma das maiores escolas do município. “Os profissionais estão sendo treinados, pois irão realizar nos seus setores o mesmo trabalho, ou seja, fazendo o levantamento epidemiológico nas casas e nas escolas no município. Depois do levantamento, vai ser feito a construção do diagnóstico epidemiológico da condição da saúde bucal no nosso município. Além disso, temos um dado preocupante, por exemplo, no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) funciona o laboratório de próteses. Mensalmente fazemos a entrega de 50 próteses. É um dado alarmante, pois mostra que temos várias pessoas desdentadas, então fazer esse trabalho da educação nas crianças é de suma importância em suas vidas”, destacou.

Michelle Almeida é aluna do mestrado de Ciências Odontológicas da UFPB. Ela conta da importância da parceria entre as instituições

“Queremos ajudar na educação das crianças com a prevenção de alguma doença bucal e instruir os auxiliares de Saúde Bucal (ASB) para que, quando eles visitem os domicílios, possam orientar as famílias também”, comentou a estudante.