Profissionais da Atenção Básica do município receberam, na manhã desta terça (06), uma atualização tocante o tratamento de doenças epidemiológicas. O encontro que reuniu agentes da medicina e enfermagem das doze unidades de saúde do município, aconteceu no posto médico Maria Inácia Leal, e teve o objetivo de ampliar o conhecimento sobre a constante mudança no tratamento de doenças como sífilis, hepatite, hanseníase, leishmaniose, entre outras.

“Existem doenças que têm tratamentos que mudam direto. Sendo assim, precisamos nos atualizar, reciclar o nosso conhecimento para fazermos um bom trabalho no combate às patologias epidemiológicas”, comentou a coordenadora da atenção básica, Michele Ribeiro.

A enfermeira Patrícia Leal e a coordenadora de vigilância epidemiológica Regina Carvalho, saudaram os profissionais e reforçaram a importância do encontro para a boa conduta no tratamento de epidemias.

 

Em três grupos, cada equipe recebeu um caso clínico para ser avaliado, no final, o grupo diagnosticava a doença e mostrava a solução para o tratamento da mesma. Os testes serviram para aprimorar e atualizar os conhecimentos dos profissionais.

Segundo dados da Secretaria de Saúde, só neste ano em todo município foram detectados até agora quatro casos de tuberculoses, três pacientes diagnósticos com hanseníase, dezessete casos de dengue, um paciente com chikungunya e três com zika vírus.

A coordenação também informou que, no mês de dezembro, os profissionais da saúde mental receberão uma atualização sobre as doenças vigentes.