Com objetivo de traçar orçamentos para a melhoria do setor público, a segunda audiência da Lei Orçamentária (LOA), como de praxe, aconteceu na Câmara Legislativa de Vereadores de Lagoa Seca. Na presente reunião, alguns secretários e representantes das principais pastas explanaram suas demandas no intuito de entrar no orçamento para o ano de 2019.

Na ocasião, foram discutidas as metas para Lei Orçamentária Anual (LOA), Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e Plano Plurianual (PPA), sendo aberta para a participação da comunidade. A ação buscou ouvir e compreender as demandas trazidas pela população, possibilitando uma gestão melhor que poderá utilizar de forma correta e adequada o recurso público recebido.

Com a presença dos dirigentes das pastas, como Agricultura, Infraestrutura, Saúde e Cultura, os secretários puderam apresentar algumas situações emergentes e essenciais para o atendimento da população.

O secretario de Agricultura e Abastecimento, Moisés Júnior, elencou alguns dos serviços que a pasta desempenha e apresentou as demandas mais urgentes ligadas à área. Júnior ainda disse que, nos próximos dias, o serviço de piçarragem nas estradas iria ser retomado. “Dentro das condições e diretrizes para o orçamento, informamos que ainda neste ano o trabalho de piçarragem estará de volta atendendo às comunidades da zona rural, evitando assim que em dias de chuva certa localidade não fique mais ilhada, impossibilitando o tráfico dos moradores”, disse.

Outro secretário que esteve presente e apresentou os trabalhos feitos, bem como suas demandas para o orçamento do ano que vem, foi o responsável pela pasta da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, o secretário Márcio Rangel.
“Estamos constantemente ampliando as ações ligadas ao esporte e lazer. Só neste ano, temos apoiado dois atletas da cidade, para que eles possam participar dos campeonatos e onde se sentiam valorizados na sua própria modalidade esportiva. Não podemos esquecer do Campeonato Lagoassequense de Futebol. Investimento alto, mas que com garantia ao fomento do esporte na nossa cidade”, lembrou Rangel.

Em se tratando de demandas para a lei orçamentária do ano que vem, Márcio disse que espera otimista por ações que já estão sendo acompanhadas pela prefeitura. “Estamos fazendo muito, dentro das nossas condições orçamentárias. Pretendemos, em nome da pasta que estou à frente, construir mais academias populares, iniciar logo a reforma da praça e concretizar a também reforma do ginásio de esportes”, elucidou.

Para o promotor da cultura, o que está ajudando nos trabalhos são as emendas parlamentares que o prefeito Fábio Ramalho está conseguindo. “Sem as inúmeras viagens de Fábio a Brasília, muito do que temos aqui no município não seria concretizado. Isto porque, com o trabalho e a persistência do prefeito, temos as emedas conquistadas, que favorecem a população”, disse.

Com demandas ligadas à Saúde, O secretário Iran Barbosa, ressaltou a possibilidade da ampliação do hospital e da criação de novos UBSFs para a imigração dos que pertencem a lugares locados.

Representando a pasta da Infraestrutura, Marcelo Lopes destacou o trabalho da pasta tocante os calçamentos de ruas esquecidas pela gestão passada, e pediu que os trabalhos básicos de infraestrutura e saneamento básico pudessem estar presentes nos próximos orçamentos.

Diante das demandas apresentadas, as propostas serão analisadas junto ao orçamento para próximo ano, de acordo com os recursos, visando o bem estar da população e a melhoria nos recursos públicos.