Depois de sete meses sem funcionamento por causa da reforma em sua estrutura e da atual pandemia, o Salão do Artesanato reabre suas portas a partir desta quarta-feira (12), em Lagoa Seca. O novo espaço não só passou por melhorias, como está readequado aos ditames das autoridades de saúde no combate ao novo coronavírus.

Para que não haja qualquer tipo de aglomeração, o atendimento aos clientes será comandado apenas por duas artesãs dentro da loja, cujo expediente será o mesmo de antes, isto é, de segunda a sexta, das 8h às 11h30, e das 13h às 17h.

Quem for visitar o Salão de Artesanato só poderá entrar no local usando máscara de proteção individual, como reza os protocolos médicos. Dispositivos de álcool em gel estarão espalhados em toda área dele – medidas que impedem a proliferação da Covid-19.

A Secretaria de Cultura pediu a quem é artesão e faz parte de algum grupo de risco da doença, que permaneça em casa.

Apesar dessas restrições, o Salão do Artesanato não deixará de acolher os futuros artesãos que desejarem vender suas mercadorias. Para isso, é preciso que a pessoa interessada procure o próprio Salão e faça seu cadastro, portando identidade, CPF, comprovante de residência, foto 3X4 e um de suas peças.

A Secretaria de Cultura informou que, até o momento, 70 artesãos têm cadastro na base de dados da pasta; mais da metade expõe na loja. Boa parte do grupo exibe seu trabalho na tradicional Festa do Artesanato, em Lagoa Seca.

Muitas tipologias fazem parte do artesanato de cidade, do qual saem valiosas obras de arte; sendo um verdadeiro cardápio para quem ama e valoriza esse tipo de cultura. Uma novidade para a reabertura do Salão, entre tantas, é a “Área Verde”, um cantinho preparado para os que admiram o universo das plantas.

Outras novidades e informações podem ser encontradas no perfil do Salão de Artesanato, no Instagram: @artesanato.lagoaseca.

Ajuda humanitária em tempos de pandemia

Em junho, a Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer levou solidariedade em forma de cesta básica para as artesãs de Lagoa Seca. Cerca de 40 cestas foram entregues na primeira fase.

A distribuição dos donativos foi uma espécie de delivery, ou seja, entregue nas casas, respeitando as medidas de prevenção ao coronavírus. Quem já recebeu a cesta fazia parte de alguns critérios estabelecidos pela secretaria, entre eles o de prestar plantão e vender as peças artesanais no Salão de Artesanato.

(Artesãs e autoridades municipais durante a solenidade de reinauguração do Salão do Artesanato, em Lagoa Seca, em 2018/ Imagem feita antes da pandemia)