Maria Dalva Lucena de Lima (PP) é a primeira mulher a governar o município de Lagoa Seca. Com a saída de Fábio Ramalho (PSDB), pré-candidato nas eleições deste ano, Dalva tomou posse na manhã desta sexta-feira (1º de abril), em sessão especial, na Câmara de Vereadores.

Em seu discurso, o destaque dado pela mandatária foi o de dar continuidade ao trabalho realizado por Fábio, buscando agregar novas ideias que possam melhorar ainda mais a qualidade na gestão pública municipal.

Dalva Lucena – que tem 67 anos – é natural de Catolé do Rocha/PB. Ela estudou boa parte de sua adolescência em Caicó, no Rio Grande do Norte, mas foi em Campina Grande, na antiga Universidade Regional do Nordeste, hoje UEPB, que ainda jovem se formou em Ciências Contábeis, aos 25 anos.

Seu primeiro trabalho foi num escritório no setor administrativo de um hospital. Mais tarde, em 1981, se casa com o médico Edvardo Herculano de Lima (prefeito de Lagoa Seca por três mandatos). Sua jornada na política começa no ano de 1989, assumindo a Secretaria de Finanças do governo.

Emocionada, a recém prefeita frisou durante a posse a felicidade de se tornar gestora de uma cidade que cresce a cada dia. “A emoção é única […] Nós vamos continuar trabalhando muito, colocando todo essa equipe maravilhosa pra continuar a labuta, fazendo com que Lagoa Seca continue se desenvolvendo”, disse.

Depois de ficar cinco anos e três meses comandando a cidade de Lagoa Seca, Fábio Ramalho deixa a prefeitura para colocar seu nome à disposição de uma vaga na Assembleia Legislativa. Com o sentimento de dever cumprido, Ramalho afirmou que o município continuará tendo uma ótima administração, agora nas mãos de Dalva.

Foi um grande orgulho viver todo esse período, e agora se abrem novos desafios, tendo a certeza que Lagoa Seca tem uma vice que assumiu a prefeitura com capacidade, com condição de continuar os projetos”, destacou o ex-prefeito.

...
Skip to content