Baixa procura para recadastramento dos Programas Sociais preocupa prefeitura de Lagoa Seca

A Prefeitura de Lagoa Seca, através da Secretária Municipal de Assistência Social, deu início na última segunda-feira (17) ao processo de recadastramento dos moradores da zona urbana, que são cadastrados nos programas sociais oferecidos pelo poder público, mas a baixa procura tem preocupado a gestão municipal. O atendimento está seguindo um cronograma e, é realizado em ordem alfabética no Salão Anexo da Câmara Municipal das 7h30 às 17h30.

Conforme os dados do Departamento de Cadastro Único e Programa Bolsa Família, devem realizar a atualização dos dados 2600 famílias, mas acordo com as informações do setor, até esta quinta-feira (20) final do prazo para os que têm nome iniciado com a letra A, 73 famílias deixaram de realizar o procedimento. Nesta sexta-feira (21), começou o atendimento as pessoas com nome iniciados nas letras B, C e D.

A secretária de assistência social de Lagoa Seca, Cristiane Cavalcanti, falou sobre a preocupação da gestão com as pessoas que não estão realizando o procedimento. “É preciso que as pessoas entendam que o recadastramento é uma exigência do Governo Federal e que quem não realizar poderá perder o benefício. Aqueles que não recebem nenhum benefício, mas estão inscritos no Cadastro Único, poderão ser excluídos do banco de dados, se prejudicando no futuro, por isso temos nos preocupado com a baixa procura, sabemos que muitas pessoas podem se prejudicar por não terem realizado um simples procedimento”, declarou a chefe da pasta.

De acordo com o coordenador do Cadastro Único e Bolsa Família em Lagoa Seca, Welbert Barros, destacou as penalidades para quem não fizer o procedimento. “É importante destacar que quem tem inscrição no Cadastro Único precisa fazer a atualização dos dados, mesmo que ainda não sejam beneficiários ou recebam ajuda de programas sócias. O simples fato de estar inscrito já faz com que ele tenha que atualizar os dados. Quem não comparecer poderá ter o benefício bloqueado ou o nome retirado do banco de dados”, destacou.

Para maiores informações sobre o recadastramento, basta procurar a sede do Bolsa Família no município ou o agente de saúde de cada região, eles são parceiros e possuem as informações necessárias para esclarecer as dúvidas pertinentes ao recadastramento.

Devem realizar o recadastramento TODAS as famílias inscritas no cadastro único, mesmo que ainda não sejam beneficiárias ou participem de algum dos programas sociais.

Os que estão sendo beneficiados ou não pelos programas: Bolsa Família, PETI, Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Minha Casa Minha Vida, Programa de Cisternas, Tarifa Social de Energia, Tarifa Social de Água, Benefício de Prestação Continuada (Auxílio Doença), Bolsas Estudantis Federais, entre outros, devem realizar a atualização cadastral conforme cronograma de atendimento.

O responsável familiar deve apresentar os seguintes documentos originais de toda composição familiar: Carteira de identidade; Carteira profissional de trabalho (para maiores de 18 anos); CPF; Título de eleitor; Certidão de casamento; Certidão de nascimento; Declaração escolar (para estudantes menores de 18 anos); Comprovante de residência atualizado; Comprovante de renda (caso tenha carteira de trabalho assinada, servidor público deve apresentar contracheque, declaração de renda ou contrato).

            Confira o calendário de realização do recadastramento dos moradores da zona urbana:

Dias 21, 24 e 25 de julho – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com as letras B, C e D

Dias 26 e 27 de julho – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com a letra E

Dias 28 e 29 de julho e 01 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com as letras F e G

Dia 02 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com as letras H e I

Dias 03, 04, 08 e 09 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com a letra J

Dias 10 e 11 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com as letras K e L

Dias 16, 17, 18, 21, 22, 23 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com a letra M

Dia 24 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com as letras N, O e P

Dias 25 e 28 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com as letras Q e R

Dia 29 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com a letra S

Dias 30 e 31 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com as letras T, U, V, W, X, Y, Z

Dia 1, 4, 5 e 6 de setembro – Retardatários

 

Prefeitura inicia recadastramento do Bolsa Família para moradores da zona urbana

Após atender a toda zona rural, a partir da próxima segunda-feira (17) a Prefeitura de Lagoa Seca, através da Secretária Municipal de Assistência Social, inicia o processo de recadastramento dos usuários dos programas sociais oferecidos pelo poder público, que moram especificamente na zona urbana do município. Os trabalhos serão coordenados pelo Departamento de Cadastro Único e Programa Bolsa Família, que elaborou um calendário de atendimento para evitar transtornos durante todo o processo. Todo o atendimento será realizado no salão anexo da Câmara Municipal.
Conforme a programação, foi elaborado um calendário de atendimento com base na letra inicial do nome dos cadastrados, que devem procurar o atendimento obedecendo a programação.
De acordo com o coordenador do Cadastro Único e Bolsa Família em Lagoa Seca, Welbert Barros, o recadastramento é uma exigência nacional e as famílias que não realizarem a devida atualização de dados, poderão ter os benefícios bloqueados. “A cada dois anos é necessário fazer, não é uma decisão do município. Os que não atualizarem seus dados podem ser penalizados chegando até a perder o benefício. Preparamos um cronograma para atender bem a todos e evitar transtornos durante todo o processo”, declarou.
Devem realizar o recadastramento todas as famílias inscritas no cadastro mesmo que ainda não sejam beneficiárias ou participem de algum dos seguintes programas: Bolsa Família, PETI, Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Minha Casa Minha Vida, Programa de Cisternas, Tarifa Social de Energia, Tarifa Social de Água, Benefício de Prestação Continuada (Auxílio Doença), Bolsas Estudantis Federais, entre outros.
O responsável familiar deve apresentar os seguintes documentos originais de toda composição familiar: Carteira de identidade; Carteira profissional de trabalho (para maiores de 18 anos); CPF; Título de eleitor; Certidão de casamento; Certidão de nascimento; Declaração escolar (para estudantes menores de 18 anos); Comprovante de residência atualizado; Comprovante de renda (caso tenha carteira de trabalho assinada, servidor público deve apresentar contracheque, declaração de renda ou contrato).

Confira o calendário de realização do recadastramento dos moradores da zona urbana:

Dias 17, 18 19 e 20 de julho – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com a letra A
Dias 21, 24 e 25 de julho – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com as letras B, C e D
Dias 26 e 27 de julho – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com a letra E
Dias 28 e 29 de julho e 01 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com as letras F e G
Dia 02 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com as letras H e I
Dias 03, 04, 08 e 09 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com a letra J
Dias 10 e 11 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com as letras K e L
Dias 16, 17, 18, 21, 22, 23 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com a letra M
Dia 24 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com as letras N, O e P
Dias 25 e 28 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com as letras Q e R
Dia 29 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com a letra S
Dias 30 e 31 de agosto – Cadastrados e beneficiários com o primeiro nome iniciado com as letras T, U, V, W, X, Y, Z
Dia 1, 4, 5 e 6 de setembro – Retardatários

Termina recadastramento do Bolsa Família na zona rural e 1000 famílias ficam sem atualizar dados

Nos últimos dois meses a Prefeitura de Lagoa Seca através da Secretária Municipal de Assistência Social, realizou em toda a zona rural do município o processo de recadastramento dos usuários dos programas sociais oferecidos pelo poder público. Apesar da ampla divulgação, muitas pessoas não realização o procedimento e podem ter os benefícios bloqueados ou até mesmo cancelados. Durante as duas últimas semanas foi realizado atendimento aos retardatários no salão anexo da Câmara Municipal, mas mesmo assim várias famílias deixaram de atualizar os dados.
Conforme os dados do Departamento de Cadastro Único e Programa Bolsa Família, que coordenou todos os trabalhos, em torno de 1000 famílias deixaram de atualizar seus dados junto ao sistema, e poderão enfrentar consequências por não participar do recadastramento em tempo hábil.
Ainda neste mês de julho será iniciado o recadastramento das famílias que moram na zona urbana, seguindo um calendário de atendimento que será divulgado. Por conta da alta demanda, só será possível atender aos retardatários da zona rural que perderam todos os prazos após o fim do novo processo, que irá atender exclusivamente os moradores da zona urbana.
Conforme a programação, o recadastramento das famílias da zona urbana deve ser realizado até o mês de setembro.
De acordo com o coordenador do Cadastro Único e Bolsa Família em Lagoa Seca, Welbert Barros, o planejamento atendeu a todas as localidades por mais de um dia, dando oportunidade para que todas as famílias realizem a atualização cadastral. “Foi realizado um planejamento, onde preparamos todo um cronograma que foi executado ao longo dos dois meses. Estivemos em todas as localidades com nossa equipe, oferecemos oportunidade aos retardatários e mesmo assim muitas pessoas deixaram de atualizar seus dados, o que pode trazer problemas para eles”, declarou.

Alunos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos de Lagoa Seca participam de concurso de cordel

A Secretaria de Assistência Social de Lagoa Seca, promoveu um concurso de cordel entre os alunos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do município. O tema do concurso foi a Exploração do Trabalho Infantil. Ao todo foram premiados 12 alunos e, os cordéis vencedores serão publicados nas redes sociais da Prefeitura. A premiação aconteceu nesta terça-feira (20). Ao todo participaram do concurso cerca de 200 alunos.

Conforme a coordenadora do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) no município, Maria Lúcia Gomes da Silva, a temática foi trabalhada durante várias ações. “Esse projeto teve como objetivo culminar as ações estratégicas do PETI relacionadas às atividades referentes ao dia 12 de junho, Dia do Combate à Exploração do Trabalho Infantil, onde, primeiro, foi realizado um Flash Mob no centro da cidade. O segundo momento, foi a mobilização na Feirinha de Lagoa Seca, onde foi realizada panfletagem e apresentações das crianças e adolescentes do SCFV, e por fim, a realização da confecção do cordel no SCFV, onde as crianças e adolescentes puderam falar sobre o trabalho infantil de forma lúdica, criativa e também valorizando assim, a literatura de cordel”, relatou.

De acordo com a secretária de Assistência Social de Lagoa Seca, Cristiane Cavalcanti, a premiação dos alunos serve como motivação para que todos se envolvam ainda mais com o tem. “Realizamos um trabalho extensivo, que durou semanas. Agora premiamos os melhores cordéis que eles fizeram e, isso serve para que todos se sintam motivados a se envolver ainda mais com o importante tema. Eles aprenderam mais e se tornam multiplicadores, nos auxiliando nesse combate à exploração das crianças e adolescentes”, frisou.

Os vencedores foram:

• Eliana Augustinho Caetano – 13 anos

• Fernanda Kelly Costa P.do Nascimento – 10 anos

• Lindembergue Santos Silva – 12 anos

• Lindinaldo Santos Lopes- 11 anos

• Igor do Nascimento Silva – 13 anos

• Emanuel Nogueira Aciole- 14 anos

• Letícia de Lourdes Pereira Fidelis – 14 anos

• Klaiver Luan do Nascimento Silva Francelino – 11 anos

• Andrielly Silva Costa de Melo – 10 anos

• Matheus Henrique Ferreira da Silva – 15 anos

• Samira da Silva Martiliano Paz – 15 anos

• Joyce Dias da Silva – 14 anos

Secretaria de Assistência Social realiza arraial para alunos do Serviço de Convivência

A Prefeitura de Lagoa Seca, através da Secretaria Municipal de Assistência Social, realizou nos turnos manhã e tarde desta terça-feira (20) um grande arraial para os alunos do Serviço de Convivência e Fortalecimentos de Vínculos. Participaram da ação, cerca de 320 alunos dentre crianças e adolescentes com idade entre 6 e 17 anos.

O evento contou com apresentação da banda formada pelos alunos do Serviço de Convivência, apresentação de dança, brincadeiras, lanche com comidas típicas e concurso de cordel, com o tema Exploração do Trabalho Infantil. Os vencedores do concurso foram premiados.

De acordo com a secretária de assistência social, Cristiane Cavalcanti, o arraial realizado teve como principal objetivo o resgate e valorização da cultura. “Todo um trabalho foi realizado pelos educadores sociais ao longo dos últimos dias, para que os alunos pudessem entender melhor a questão cultura do período junino. Neste arraial eles estão se divertindo e colocando em prática o que aprenderam. É um resgate e valorização cultural através do lazer, que muitos deles não tinham, até o início desta gestão”, enfatizou.

Alunos do Serviço de Convivência participarão de grande arraial nesta terça-feria

Para os alunos do Serviço de Convivência e Fortalecimentos de Vínculos, a Prefeitura de Lagoa Seca, através da Secretaria de Assistência Social, realizará nesta terça-feira (20) nos turnos manhã e tarde, na sede do antigo PETI, um grande arraial.

O evento começa pela manhã as 8h e a tarde a partir das 14h. Na programação, além de muito forró, realização de quadrilha junina e comidas típicas, haverá um concurso de cordéis sobre a exploração do trabalho infantil, onde os alunos ganhadores serão premiados.

Todos os alunos do Serviço de Convivência podem e devem participar da ação. Para participar do arraial é só comparecer ao local do evento, e quem desejar, pode ir vestido a caráter para se divertir e aproveitar a festa.

Dia de Combate à Exploração do Trabalho Infantil é marcado com ações no Centro de Lagoa Seca/PB

Dia 12 de junho é o Dia Mundial de Combate à Exploração do Trabalho Infantil. Considerando a importância do tema, a Prefeitura de Lagoa Seca, através da Secretaria de Assistência Social, realizou na manhã desta segunda-feira (12) o primeiro dia de ações em alusão ao tão importante assunto. Cerca de 60 alunos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos realizaram uma caminhada pelas principais ruas da cidade, com distribuição de panfletos e adesivagem de veículos, além da realização de um ‘Flash Mob’ na frente da sede da prefeitura.

Uma semana de atividades foi planejada para alertar a população sobre o tema. A programação, sob a coordenação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), contará com inúmeras ações ao longo desta semana.

Para prefeito de Lagoa Seca, Fábio Ramalho, a defesa das crianças e adolescentes é obrigação de todos. “O Poder Público e a sociedade têm obrigações na defesa das nossas crianças e adolescentes. Precisamos conscientizar cada vez mais as pessoas, para que esse combate à exploração do trabalho infantil seja cada vez mais eficiente. Temos feito nossa parte e precisamos que as pessoas entendam cada vez mais a temática e, que também criem coragem para denunciar possíveis casos”, declarou o gestor.

A secretária de Assistência Social, Cristiane Cavalcanti, destacou a importância do tema. “Muitas pessoas por vezes nem sabem que estão explorando os próprios filhos ou que podem denunciar quem realiza essa prática. Nosso trabalho é constante, e está sendo intensificado durante esta semana alusiva ao Dia Mundial de Combate à Exploração do Trabalho Infantil. É um trabalho educativo, para conscientização de todos sobre o assunto”, frisou a chefe da pasta.

A técnica de referência do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), Maria Lúcia Gomes da Silva, disse que o município acompanha atualmente 56 casos de exploração, e revelou que as dificuldades estão na falta de denúncias por parte da população. “Muitas pessoas não entendem o que é Exploração de Trabalho Infantil, precisamos esclarecer e deixar as pessoas seguras sobre a formas de realizar denúncia. Estamos acompanhando atualmente 56 casos em Lagoa Seca, e sabemos que existem outros, mas precisamos do apoio da população para identificar esses abusos”, destacou a profissional.

Confira a programação da semana de Combate à Exploração do Trabalho Infantil:

13 de junho – 8h – Apresentações Culturais no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e premiação do cordel sobre a Erradicação do Trabalho Infantil

14h – Apresentações Culturais no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e premiação do cordel sobre a Erradicação do Trabalho Infantil

17 de junho – 8h – Mobilização no Forró na Feira, com panfletagem e apresentações das crianças e adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos

 

Programa Bolsa Família emite Nota de Esclarecimento sobre bloqueio de benefícios

Nota de Esclarecimento

O Governo Federal realizou em nível nacional uma averiguação do Cadastro Único referente ao período 2014/2016 e, a partir do levantamento foi realizado o bloqueio de benefícios em todo o Brasil, apenas no município de Lagoa Seca foram bloqueados 361 benefícios.
A Secretaria de Assistência Social de Lagoa Seca, através da Coordenação Municipal do Bolsa Família, esclarece:
• Os benefícios foram bloqueados pelo Governo Federal, não tendo nenhuma relação com a gestão municipal;
• Os bloqueios ocorreram pela falta de atualização dos dados cadastrais dos beneficiários durante os anos 2014, 2015 e 2016;
• O atual processo de atualização que está ocorrendo no município, não tem relação com a averiguação realizada pelo Governo Federal e, não gerou os bloqueios dos benefícios;
• Para realizar o desbloqueio é preciso comparecer a sede do Bolsa Família munido de todos os documentos para atualização cadastral;
• Outros bloqueios poderão ocorrer, por parte do Governo Federal, até o final do ano de 2017.
Todas as dúvidas podem e devem ser esclarecidas na sede municipal do Programa Bolsa Família.

Desligamento voluntário do programa Bolsa Família, você sabe o que é e qual a importância?

Não é novidade dizer que o programa Bolsa Família, mantido pelo Governo Federal e coordenado pelas prefeituras municipais, oferece ajuda financeiras as famílias de baixa renda de todo o país. O que poucos sabem é que as famílias podem e até mesmo devem solicitar o desligamento voluntários do programa diante de algumas situações.

O desligamento voluntário do Bolsa Família deve ser solicitado em casos de melhora socioeconômica, por exemplo, quando a renda familiar passa a ser suficiente para o sustento de todos. Isso normalmente acontece quando o titular ou algum membro do núcleo familiar encontra um bom emprego, capaz de melhorar o orçamento.

Conforme dados da coordenação do Bolsa Família em Lagoa Seca, apenas este ano foram realizados 11 desligamentos voluntários no município. De acordo o coordenador do programa na cidade, Welbert Barros, o desligamento voluntário abre vaga para alguém que está na fila de espera pelo benefício. “Há um número máximo de benefício concedidos em cada município, quem não recebe fica numa lista de espera. O desligamento voluntário ajuda essa fila a diminuir, pois abre vagas para outras famílias receberem o benefício”, explicou.

Para realizar o desligamento voluntário, basta o titular do benefício comparecer a sede do Bolsa Família com os documentos pessoais e solicitar o desligamento. Será necessário atualizar o cadastro e em seguida realizar a assinatura do termo de desligamento.

A cada mês, novas famílias se inscrevem no Cadastro Único para receber o benefício. Apenas em Lagoa Seca 3600 famílias recebem o benefício e, 5600 estão cadastradas em programas sociais. O desligamento é essencial para que não aconteça o pagamento indevido do Bolsa Família.

Mais de 1200 pessoas participam de Festa das Mães promovida pela prefeitura de Lagoa Seca/PB

Neste domingo (21) a Prefeitura de Lagoa Seca promoveu durante toda a tarde na Praça Matriz da cidade, a festa das mães do município. O evento gratuito contou com a presença de 1200 pessoas. Na programação, apresentações de dança, momento de reflexão, apresentação musical, sorteios, distribuição de brindes e um lanche especial.
Numa estrutura especialmente preparada para o evento, as mães presentes assistiram à apresentação musical e momento de louvor, viram apresentações de dança do projeto “Na Ponta dos Pés”, apresentação do coral da melhor idade e de dança das alunas do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, participaram de dinâmicas e brincadeiras. Além disso a Prefeitura realizou diversos sorteios durante a ação. Foram sorteados 75 produtos dentre eles, fogão, microondas, som, ventiladores, grill, churrasqueira, máquina lava roupa e um TV de led. Também foram distribuídos 1200 brindes.

Participaram do evento, o prefeito de Lagoa Seca, Fábio Ramalho, acompanhado da primeira-dama do município, Silvia Ramalho, a vice-prefeita da cidade, Dalva Lucena, o deputado estadual Manoel Ludgério, secretários municipais e vereadores.

Prefeito Fábio Ramalho e lideranças entregam prêmios às mães.

O prefeito Fábio Ramalho levou sua mensagem para as mães e destacou a importância da comemoração do dia dedicado a elas. “Estamos fazendo algo que há quatro anos não se fazia em Lagoa Seca, valorizando as pessoas, resgatando a comemoração do Dia das Mães. Não apenas com esta ação, mas com muito trabalho estamos preparando a cidade para as mães e demais lagoasequenses, para que eles possam desfrutar de uma saúde, uma educação, uma infraestrutura e tantos outros serviços de qualidade. Estamos sempre focados em oferecer o que há de melhor aos mais necessitados”, frisou o gestor.

O deputado estadual Manoel Ludgério avaliou destacando a importância do resgate da autoestima na cidade. “Fábio Ramalho está de parabéns pela ação voltada para as mães deste município e por tudo que tem feito. Atitudes como esta mostram o carinho e o respeito de um gestor com o povo de sua cidade. Estou feliz por poder participar deste momento e ver a felicidades desse povo com a valorização que Fábio Ramalho tem proporcionado a cada um deles”, enalteceu.

Os prêmios dos sorteios realizados foram entregues na hora e ao final do evento todos os presentes tiveram direito a um lanche especial, oferecido gratuitamente pela Prefeitura Municipal.

 Mães se sentiram mais especiais através de ação da prefeitura

Durante todo o evento ficou nítido o nível de satisfação das mães participantes, se sentindo ainda mais especiais no ambiente familiar e ainda mais motivadas a seguirem em frente, fortalecendo seus vínculos, principalmente com seus filhos.

Noelma Souza Leite

Para Noelma Souza Leite, moradora do Monte Alegre, a prefeitura está de parabéns pela festa oferecida a todas as mães da cidade. “Agradeço a Fábio pela maravilhosa festa que ele realizou para todas nós. A prefeitura está de parabéns pela linda festa”, declarou.

Daniela Florentino

Daniela Florentino, moradora do bairro Bela Vista também avaliou a festa. “Que Deus abençoe cada dia mais o nosso prefeito, a festa foi maravilhosa, espero que ele continue trabalhando cada dia mais pela nossa cidade”, disse.

Cícera Oliveira

Conforme Cícera Oliveira, moradora do bairro São José a festa fez ela se sentir especial. “Estou feliz demais pelo que Fábio tem feito por nossa cidade, e hoje realizando até festa para as mães. Parabéns prefeito e obrigado por tudo”, falou a lagoasequense