Prefeito Fábio Ramalho inclui Lagoa Seca no programa Família Acolhedora

Lagoa Seca agora está inclusa no programa Família Acolhedora, uma ação que gera medida protetiva, temporária e excepcional, prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), visando o acolhimento de crianças e adolescentes em situação de risco em residências de famílias previamente habilitadas e credenciadas.

Um termo de cooperação técnica envolvendo o governo municipal e o governo estadual, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano, foi assinado nesta semana pelo prefeito Fabio Ramalho em uma cerimônia na capital paraibana. A Secretaria de Assistência Social do município, Michelle Ribeiro, também estava presente.

Diferente do processo adotivo, o Família Acolhedora organiza o acolhimento temporário de crianças e adolescentes que estão afastados de seus lares de origem por medida de proteção, violação de direitos ou outras formas de vulnerabilidade até sua reintegração à família de origem ou encaminhamento para uma substituta.

Em Lagoa Seca, as famílias voluntárias passarão por um processo de seleção, entrevistas e visitas antes de fazerem parte do cadastro, tudo para garantir o bem-estar das crianças e adolescentes que serão acolhidos.

A prefeitura vai divulgar no futuro outros detalhes do programa, inclusive os requisitos para cadastro no programa.

Compete ao estado:

• Supervisão, assessoria, avaliação e apoio técnico ao serviço desenvolvido no município;

• Pagamento de subsídio para a família acolhedora;

• Garantir infraestrutura condizente para o regular funcionamento da coordenação e atendimento da equipe técnica junto a família e usuário vinculados ao serviço;

• Disponibilizar um veículo com combustível para cada Núcleo para o deslocamento das equipes na realização do trabalho social;

• Possibilitar a convivência, reaproximação, sempre que possível, entre o acolhido e seus familiares e a Família Acolhedora de forma contínua e sistemática. Estabelecer interlocução com o técnico de referência do município para fortalecer as ações nos territórios, objetivando a retomada dos vínculos familiares e comunitários dos usuários.

Compete a Lagoa Seca:

• Designar um profissional da sede da Secretaria de Assistência Social para ser referência para a equipe do núcleo sede;

• Ofertar transporte e meios de comunicação para as família de origem assim como para o técnico de referência do município para assegurar o acompanhamento do usuário tendo em vista a manutenção/restabelecimento dos vínculos familiares e comunitários e o atendimento integral;

• Será de responsabilidade do município o trabalho social com a família de origem e com o usuário para subsidiar o retorno saudável e seguro a sua família. Deverá assegurar a esta família, de forma prioritária, o acesso e permanência aos serviços, programas, projetos e benefícios no âmbito da Política de Assistência Social e nas demais políticas públicas;

• Gerar entre a rede intra e intersetorial atendimento e acompanhamento do usuário e sua família. A articulação será compartilhada pelas equipes da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano e da Secretaria Municipal Assistência Social, bem como os equipamentos socioassistenciais;
 
• Lagoa Seca poderá complementar o número de famílias acolhedoras com subsídios, caso a oferta dada pelo Estado não seja suficiente para suprir sua demanda de acolhimento.

Autoridades da esquerda à direita: Romero Martins, secretário de Assistência Social ao lado de Jonas de Sousa, ambos da cidade de Montadas/PB seguidos do prefeito Fábio Ramalho e da secretária municipal de Assistência Social de Lagoa Seca, Michelle Ribeiro; imagem: Reprodução

Prefeitura de Lagoa Seca habilita servidores para melhor atender demandas da população LGBTQIA+

Na finalidade de promover uma sensibilização por parte dos servidores públicos no que diz respeito ao melhor atendimento à população LGBTQIA+ (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis, queer, intersexo e assexuais), a Prefeitura de Lagoa Seca promoveu pela primeira vez na história um evento desta natureza. O momento aconteceu na manhã desta quarta-feira (20), no Centro Maristas de Eventos.

Entre outros objetivos do evento estiveram a exposição de direitos e garantias conquistadas até agora por essa população, bem como a necessidade de garantir políticas públicas para essa comunidade da qual contabiliza, em vinte anos, mais de cinco mil mortes de pessoas representadas por essas letras, segundo dados do Observatório de Mortes Violentas de LGBTI+, feito pelos grupos Acontece Arte e Política LGBTI+ e Grupo Gay da Bahia (GGB), uma realidade que expõe violência resultante do preconceito sofrido por elas no Brasil. 

O encontro foi organizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio do Centro de Referência Especializada de Assistência Social (CREAS), e reuniu coordenadores da própria pasta e de outras, como Saúde e Educação. Os trabalhos foram conduzidos pelo Centro Estadual de Referência dos Direitos de LGBT, em Campina Grande (Espaço LGBT – Luciano Bezerra), órgão ligado à Secretaria da Mulher e Diversidade Humana do governo estadual.

A programação contou inicialmente com a formação de grupos, para que eles pudessem avaliar casos reais de homofobia e quais condutas poderiam ser tomadas diante das situações. Logo após, uma palestra acerca do tema principal foi ministrada por representantes do Centro Estadual de Referência dos Direitos de LGBT.

Laura Brasil, coordenadora do Centro, disse que a abertura dada pela prefeitura ao debate possibilita uma integralização dos direitos e cidadania de todos. “Quando a gente [Centro] acessa esse serviço, conseguimos sensibilizar tais profissionais, além de percebermos uma rede integrada e a efetivação do sistema de proteção como um todo, esses são os papéis e objetivos do SUS e do SUAS (Sistema Único de Assistência Social). A gente fica muito feliz por essa abertura encontrada em Lagoa Seca, para que juntos realizemos um atendimento digno, humano e de integralização dos direitos e cidadania”, pontuou. 

“Recebemos quase que diariamente demandas de pessoas que sofrem preconceito. É por isso que a gente realiza este momento tão importante, sempre buscando um olhar sensível às causas, respeitando cada pessoa e sua individualidade. A política social tem ganhado mais força na nossa cidade, graças ao enorme apoio dado pelo prefeito Fábio Ramalho”, destacou a secretária de Assistência Social, Michelle Ribeiro.

Michelle Ribeiro, secretária de Assistência Social de Lagoa Seca; imagem: ASCOM/PMLS
Imagem: ASCOM/PMLS
Representantes do Centro Estadual de Referência dos Direitos de LGBT, em Campina Grande (Espaço LGBT – Luciano Bezerra); imagem: ASCOM/PMLS

PROGRAMA MESA FARTA: mais uma comunidade é beneficiada com a entrega de alimentos prontos

A Secretaria de Assistência Social realizou mais uma entrega do Programa Mesa Farta. Dessa vez, foi a primeira entrega da Comunidade Ezequias Trajano, que passou a receber semanalmente alimentos prontos pra ajudar família em situação de vulnerabilidade social.

Segundo o prefeito, Fábio Ramalho, que estava presente na distribuição, a intenção é que o Programa se estenda por todas as regiões do município. “Queremos que o Programa MesaFarta atenda todos que precisam em Lagoa Seca. Atualmente, estamos atendendo 6 comunidades, mas pretendemos ampliar o mais breve possível esses beneficiados”, enfatizou ele.

O Programa MesaFarta é uma ação da Prefeitura de Lagoa Seca que buscar combater a subnutrição e a fome de lagoassequenses durante o cenário de pandemia e pós pandemia.

Mais de 130 pequenos comerciantes são contemplados com segunda parcela do auxílio emergencial

A Secretaria de Assistência Social de Lagoa Seca realizou a entrega da segunda parcela do auxílio emergencial para pequenos comerciantes, na manhã desta quarta-feira (25), no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), no bairro do São José.

Ao todo são mais de 130 contemplados com esse auxílio, que busca minimizar os impactos da pandemia em seus negócios. Esses impactos impossibilitaram aos comerciantes trabalhar em tempo integral em seus estabelecimentos, diminuído a renda mensal de cada um.

A entrega para os pequenos comerciantes contou com a presença do Prefeito Fábio Ramalho e da Secretária de Assistência Social Michele Ribeiro.

LagoaSeca

ContinuamosCrescendo

AMPLIAÇÃO: Programa Mesa Farta vai atender mais 113 famílias nas comunidades do Campo do Bahia e Ezequias Trajano

A Secretaria de Assistência Social de Lagoa Seca abriu novas vagas para a Comunidade do Campo do Bahia e Ezequias Trajano para o Programa Mesa Farta. Ao todo serão aproximadamente 113 famílias que poderão ser beneficiadas nesse novo cadastro.

O Programa Municipal tem a finalidade de entregar alimentos prontos para famílias em situação de vulnerabilidade social, buscando combater a subnutrição e a fome de lagoassequenses durante o cenário de pandemia.

O cadastro dessas duas comunidades inicia na próxima semana. A comunidade Ezequias Trajano será na segunda (16) e terça-feira (17), das 08h às 12h, no salão da Igreja Matriz, já a Comunidade do Campo do Bahia será na quarta (18) e quinta-feira (19), no mesmo horário, na Escola José Batista de Oliveira.

Será preciso que o representante da família apresente como documentação: RG, CPF do responsável familiar, comprovante de residência e cartão do Bolsa Família.

Atualmente, mais de 300 famílias fazem parte do Programa Mesa Farta, sendo moradores da Comunidade da Vila Florestal, Vila Ipuarana e Vila Esperança. Onde cada família ganha pelo menos uma vez por semana alimentos saudáveis no seu próprio recipiente, o que facilita o controle na hora de distribuição dos alimentos.

CREAS realiza II Chá da tarde em alusão aos 15 anos da Lei Maria da Penha

O Centro de Referência Especializado em Assistência Social de Lagoa Seca realizou o II Chá da Tarde com o grupo de mulheres acompanhadas pelo serviço.

A ação foi em alusão aos 15 anos da Lei Maria da Penha e ao Agosto Lilás, mês de Conscientização pelo Fim da Violência Contra a Mulher.

Na ocasião foi explicado sobre o surgimento da Lei e os tipos de violências sofridas pela mulher. Além da realização de dinâmicas como ponto de apoio para desabafo de sentimentos, mostrando quais os canais que elas podem procurar para melhor atender suas particularidades.

Fábio garante investimentos de mais de R$ 3 milhões incluindo pavimentação asfáltica e maquinário para serviços da agricultura em Lagoa Seca

Durante sua participação na abertura do período ordinário da Câmara Municipal para o segundo semestre deste ano, o prefeito Fábio Ramalho usou o púlpito para prestar contas das ações de governo e listar um verdadeiro compilado de novos investimentos e trabalhos que serão desenvolvidos logo mais em Lagoa Seca. A vice-prefeita Dalva Lucena também esteve presente no ato que aconteceu na noite desta quinta-feira, 22.

Entre as principais novidades anunciadas pelo gestor está o empenhamento de R$ 550 mil oriundo de emenda parlamentar do deputado federal Frei Anastácio (PT). A quantia será destinada para a compra de mais uma máquina PC – que ficará sob comando da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, ampliando serviços e acelerando demandas por parte do homem do campo. A pasta, segundo Fábio, também está incluída na outorga dada à prefeitura para a realização de processo licitatório de mais uma retroescavadeira, além da existência de recursos próprios em caixa mediante à aquisição de um novo trator somado a uma grade aradora.

O prefeito também informou que teve autorização da Caixa Econômica Federal para abertura de conta, na finalidade de assegurar o recebimento de R$ 2,5 milhões voltadas à obra de pavimentação asfáltica. O dinheiro é resultado da aliança política construída por Fábio, em Brasília, especialmente no gabinete do também deputado federal Julian Lemos (PSL).

Temos visto uma aceitação popular bem considerável, e isso nos motiva, nos enche de orgulho, pois sei que fazemos um governo diferente, olhando sempre para os que mais precisam”, comentou o chefe do executivo municipal durante sua fala na Câmara.

Para o segundo semestre de 2021, Fábio também se comprometeu a aumentar os projetos em prol da cidade. A chegada de novos dez veículos mais um forte serviço de piçarramento em três grandes estradas da zona rural (Lagoa de Roça a distrito de São Pedro, Campinote; sítio Alvinho ao Covão; e região da Rosa Branca à comunidade Mineiro) serão iniciativas executadas na agenda de governo nos próximos meses.

Mas não acabou por aí. A administração do gestor pretende ir mais além e reafirmar o que já foi prometido anteriormente pelo próprio político, como a construção do ginásio, no bairro Monte Alegre, e da nova sede da Policlínica Manoel Jácome; instalação de lâmpadas de lead na região do sítio Araticum até as mediações do Floriano, bem como as assinaturas de ordem de serviço que contemplam a construção da quadra esportiva, no Alvinho, e o levantamento de um teatro municipal.

Nós temos preparado Lagoa Seca para um futuro melhor, tenham certeza disso”, afirmou Fábio.

Ainda na Câmara, e de forma simbólica, foi entregue o cheque referente ao auxílio municipal emergencial. Três representantes das categorias dos pequenos comerciantes aptos a adquirir o dinheiro – como donos de bares e botecos, barbeiros e donas de salão de beleza – puderam oficializar o início do repasse do benefício e tirar uma foto oficial ao lado do prefeito. A primeira parcela de R$ 300 será entregue nesta sexta-feira, no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, pela Secretaria de Assistência Social. A pasta já divulgou a lista dos comerciantes que se encaixaram dentro dos critérios.

Dannyllo Demétrio se licencia do Conselho Tutelar e assume Departamento de Esportes de Lagoa Seca

O conselheiro tutelar Dannyllo Demétrio Cabral se licenciou do cargo para assumir a coordenação do Departamento de Esportes vinculado à Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer de Lagoa Seca. No lugar dele, o suplente e estudante de Direito, Renan Ferreira, é quem ocupará a vaga.

As restrições impostas pela pandemia, entre elas a não realização de atividades esportivas, e a pensada escolha do governo em eleger um nome ideal para dirigir o departamento fizeram com que o setor ficasse sem chefia desde janeiro – quando o prefeito Fábio Ramalho assumiu a prefeitura pela segunda vez. No primeiro mandato do gestor, o coordenador foi o atual vereador Júlio César Barbosa Andrade (Juninho do Carecão).

Aos 34 anos e quase uma década atuando em defesa dos direitos da criança e do adolescente, Dannylo diz acreditar que sua nomeação ao novo trabalho se deve à boa relação que ele mantém até hoje com os desportistas da cidade. “Quando o prefeito me procurou no fim do ano passado para integrar seu governo e mergulhar nessa nova missão, ele [Fábio] depositou em mim uma credibilidade, pois conhece minha boa relação e interação com os desportistas, uma afinidade que cultivo até hoje”. E completou “Estou pronto e muito feliz com o convite”.

Dannyllo passará a dar expediente na Secretaria de Cultura, onde terá uma sala e muito trabalho pela frente. Segundo ele, reunir-se com as variadas categorias esportivas da região, traçar metas e executa-las dentro do possível há de ser sua prioridade inicial.

O coordenador também destacou que pretende recorrer à “sensibilidade do prefeito Fábio e do secretário Beto”, para que a prefeitura invista e construa novas praças poliesportivas com academias populares. Em sua avaliação, obras como estas geram “lazer e qualidade de vida aos lagoassequenses.”

Outro ideal almejado pelo conselheiro tutelar agora licenciado é pôr em prática políticas públicas das quais fomentem a inclusão dos jovens no esporte, seja qual for – público que Dannyllo sempre trabalhou por intermédio do Conselho Tutelar.

No Conselho Tutelar, eu orientava o jovem, por vezes em vulnerabilidade social, a procurar os serviços da prefeitura ligados ao esporte, visando que ele se ocupasse em algo e não adentrasse o mundo das drogas, como a gente sabe que é bem mais fácil. Agora, serei eu esse próprio serviço, estando perto dos grupos sociais, despertando sonhos e gente talentosa”, almeja.

Paixão e carreira vinculada desde cedo ao esporte em Lagoa Seca

Ainda criança, Dannyllo Cabral acompanhava o pai e o via jogar nas competições da época existentes em Lagoa Seca. Nascia aí uma de suas paixões: o futebol.

Torcedor fiel do Leão do Morro, o time lhe fez goleiro e proporcionou grandes vitórias inesquecíveis, como a de 2012, quando venceu o São Paulo por 2 a 0. Mas o atleta foi além e marcou presença no Santa Cruz do Quicé, Fluminense do Oiti e Juventude do Campo do Bahia, por exemplo, isso sem contar as agremiações, a exemplo do Sol Nascente, União, além do Racha da Amizade.

Mas não só foi o futebol que já lhe rendeu boas histórias, modalidades como jiu-jitsu e handebol compõem sua lista de habilidades no universo esportivo.

Indagado sobre como vê suas qualidades, Dannyllo se conceitua como um “cara tranquilo” e que não otimiza os problemas, mas sim, trata de soluciona-los – características que o fazem apto a erguer projetos diante de sua nova jornada.


...
Skip to content