RECONHECIMENTO: prefeitura paga 50% do 13º salário para servidores da Saúde de Lagoa Seca/PB na próxima sexta

Em transmissão realizada na noite desta terça-feira (05), o prefeito de Lagoa Seca, Fábio Ramalho da Silva, confirmou que autorizou o pagamento de 50% do 13º salário de todos os servidores efetivos da Secretaria de Saúde na próxima sexta-feira, dia 08 de maio.

A medida, segundo ele, foi uma forma encontrada pela sua gestão de reconhecer o trabalho eficiente e compromissado que todas as equipes que atuam no município está fazendo apesar das dificuldades encontradas com a pandemia do novo coronavírus.

“Estou garantindo, já para a próxima sexta-feira o pagamento do 13º salário de todos os funcionários efetivos da saúde. Isso representa um acrescimento de mais de R$ 500 mil reais na nossa economia. E ao anunciar essa liberação, eu peço encarecidamente, que os nossos servidores também ajudem nosso comércio local. Quando a gente compra no pequeno comerciante, estamos ajudando as pessoas de nossa cidade” comentou.

Durante quase 60 minutos de transmissão ao vivo pela internet, o prefeito Fábio conversou com os secretários Iran Stênio Barbosa (Saúde) e Márcio Rangel (Cultura/Comunicação), que juntos destacaram as ações de combate ao avanço do novo coronavírus em Lagoa Seca.

A cidade, que registrou sua primeira morte por conta da Covid-19, tem mais 02 casos confirmados e pelo menos 10 outros pacientes suspeitos.

Para tentar evitar o avanço da doença, a prefeitura de Lagoa Seca vem promovendo ações de prevenção como distribuição de máscaras e instalando lavatórios públicos em áreas de maior movimento.

O município de Lagoa Seca está seguindo o que define o Decreto Estadual que determina o fechamento do comércio e libera apenas o funcionamento de serviços essenciais.

VEJA TRANSMISSÃO COMPLETA:

Prefeito Fábio Ramalho segue decreto estadual e prorroga medidas de isolamento social até 18 de maio em Lagoa Seca

O prefeito Fábio Ramalho está seguindo, mais um vez, o decreto estadual e vai prorrogar, até o dia 18 de maio, as medidas de isolamento social na cidade em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

Além do aumento do prazo para das restrições, o decreto torna obrigatório o uso de máscaras em espaços públicos e estabelecimentos comerciais e mantém suspensas as aulas presenciais nas escolas da rede pública e privada.

Com a manutenção das medidas necessárias para o cumprimento do isolamento social seguem com as atividades suspensas até 18 de maio: academias; igrejas; centros comerciais;  bares; restaurantes; shows; eventos com aglomerações; reuniões em espaços públicos ou privados; e lojas e estabelecimentos comerciais considerados não essenciais neste momento.

Por outro lado, os estabelecimentos com permissão para funcionar vão ter que cumprir todas as recomendações de prevenção e controle para o enfrentamento da Covid-19 estabelecidas pelas autoridades sanitárias. Entre as recomendações, está a obrigação de fornecer máscaras para todos os seus empregados, prestadores de serviço e colaboradores.

Os estabelecimentos autorizados a funcionar também vão ter que evitar a entrada e a permanência no interior das suas dependências de pessoas que não estejam usando máscaras de proteção facial, que poderão ser de fabricação artesanal ou caseira.

Ações de combate à Covid-19 ganham força nas comunidades rurais e 4 lavatórios são instalados só nesta quarta-feira em Lagoa Seca

A cidade de Lagoa Seca tem recebido, de forma intensiva, as orientações de como se prevenir da Covid-19. Uma força-tarefa vem sendo orquestrada pelo prefeito Fábio Ramalho e desempenhada pelas equipes de saúde, fazendo diariamente um verdadeiro mutirão de combate ao vírus.

Ações preventivas tem ganhado força nas comunidades rurais do município. Nesta terça-feira (28), por exemplo, a comunidade do Alvinho parou para ouvir a mensagem que incentiva ao isolamento social e os cuidados com o coronavírus. Máscaras também foram entregues no local.

Moradora do Alvinho recebe máscara de funcionária da Saúde (Imagem: Divulgação)

Já nesta quarta-feira (29), foi a vez de visitar a Vila Florestal e disseminar o alerta para a doença. Moradores ganharam máscaras e aprenderam como lidar com os eventuais sintomas da doença. A mensagem maior, portanto, foi “Fique em Casa!”.

Secretaria de Saúde entrega máscaras na Vila Florestal. (Imagem: DECOM/PMLS)

(Imagem: DECOM/PMLS)

As máscaras de tecido – também autorizadas pelo Ministério da Saúde para uso – vem sendo compradas pelo prefeito Fábio Ramalho e distribuídas à população. Essa foi uma das formas encontradas pelo gestor em gerar renda para o grande números de artesãs existentes na cidade diante do cenário tenso da economia.

Mais cedo, 4 lavatórios foram instalados no Centro de Lagoa Seca. Cada pia tem água, sabonete líquido e papel toalha, e será reabastecida sempre que o material acabar. Um passo a passo ensinando como lavar as mãos corretamente fica disponível na base do lavatório.

Homem lava as mãos em lavatório instalado pela prefeitura em frente a supermercado no Centro da cidade. (Imagem: DECOM/PMLS)

O prefeito Fábio se diz confortável com o trabalho da Secretaria de Saúde, mas não deixa de pedir que as pessoas respeitem o isolamento social. “Não há vacina nem remédio. O único jeito, por enquanto, é respeitarmos os decretos que pedem o isolamento social como tarefa de combatermos o vírus, só assim, insisto, teremos poucos casos no nosso município e sairemos logo dessa crise.”

Fábio também garantiu que nos próximos dias, além da zona urbana, mais sítios, povoados e comunidades localizadas na zona rural vão receber máscaras e de como agir em meio à pandemia.

URGENTE: secretário de Saúde confirma primeiro caso de Covid-19 em Lagoa Seca

O Secretário de Saúde de Lagoa Seca, Iran Stênio Barbosa, confirmou o primeiro caso de Covid-19 na noite deste domingo (26). Trata-se de um homem de 86 anos, morador do sítio Covão, na zona rural do município.

A secretaria informou que o paciente está internado na UTI do Hospital Pedro I, em Campina Grande. Familiares e outras pessoas que tiveram contato com o paciente estão em isolamento e sendo monitorados pela Vigilância Epidemiológica.

Iran reforçou, mais do que nunca, a importância do isolamento social e as medidas de prevenção, como o uso contínuo de máscara e lavar bem as mãos. 

Até a manhã desta segunda-feira (27), o município monitorava 4 casos suspeitos da doença. Ao longo dia, um novo boletim epidemiológico será divulgado. 

A Secretaria de Saúde disponibiliza três números telefônicos no caso de dúvidas ou para quem apresente algum sintoma da doença, são eles: 3366-1436/ (83) 99147-6156/ 3366-1990. (DECOM/PMLS)

Secretaria de Saúde instala primeiros lavatórios e mais máscaras são distribuídas em Lagoa Seca

A Secretaria de Saúde de Lagoa Seca começou a instalar os primeiros lavatórios em espaços públicos da cidade, que servirão no combate ao novo coronavírus. Outra medida preventiva foi a entrega do segundo lote de máscaras artesanais à população na manhã desta quinta-feira (23).

Uma casa lotérica e a praça de mototaxistas, ambas no Centro de Lagoa Seca, foram os primeiros pontos a receber os lavatórios que dispõem de água, sabonete líquido e papel toalha. Quem trabalha por perto ou passa pelo local, tem como orientação fazer uso do processo de higienização das mãos.

Sempre que o material acabar, as pias serão abastecidas e o uso será livre. A previsão é que mais quatro lavatórios cheguem nos próximos dias e sejam implantados em outros setores do município. O secretário de Saúde, Iran Barbosa, esteve acompanhando os trabalhos.

Enquanto a ação estava acontecendo, agentes da Vigilância Sanitária e Ambiental faziam a inspeção dos estabelecimentos comerciais. A missão é detectar se comerciantes incluídos nos serviços essenciais estavam respeitando as normas de higienização – evitando aglomerações dentro das lojas, contendo longas filas e oferecendo álcool em gel aos clientes.

Funcionários da Secretaria de Saúde entregam máscaras à população na manhã desta quinta-feira, 22. (Imagem: DECOM/PMLS)

Secretaria de Saúde orientam população nos cuidados sobre o novo coronavírus. (Imagem: DECOM/PMLS).

Homem usa lavatório instalado pela prefeitura.(Imagem: DECOM/PMLS).

Máscaras entregues em Lagoa Seca são confeccionadas por artesãs

Buscando combater a pandemia do novo coronavírus e gerar renda para artesãs do município em tempos de crise econômica, a Prefeitura de Lagoa Seca está mandando confeccionar máscaras laváveis de tecido para serem distribuídas à população.

Só na manhã deste sábado (18), luvas e mais de cem máscaras foram doadas aos feirantes do Mercado Público do Produtor Rural, localizado no Centro da cidade, e aos clientes que fizeram compras no local.

As novas ações tem recomendação direta do prefeito Fábio Ramalho, que, em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais ontem à noite junto ao secretário de Saúde, Iran Barbosa, garantiu que o material ia ser doado à comunidade lagoassequense a partir deste sábado. Inicialmente estão sendo produzidas mais de mil máscaras pelas artesãs. O repasse também será feito no comércio e nas Unidades Básicas de Saúde durante a semana.

Mais cedo, funcionários da Vigilância Sanitária estiveram pelo Mercado recomendando os feirantes acerca dos cuidados de higienização e no controle de pessoas durante a tradicional feira do sábado, para que não haja aglomerações. A manhã também trouxe mais uma desinfecção por parte dos agentes da Vigilância Ambiental. Todo a infraestrutura do Mercado e os aparelhos de exercícios físicos da academia popular, sediado ao lado do prédio, foram higienizados.

Na última terça-feira, o chefe do executivo municipal seguiu o decreto do governo do Estado em prorrogar o fechamento do comércio até o dia 03 de maio. Continuam funcionando, portanto, os serviços essenciais, como supermercados e farmácias. Restaurantes e lanchonetes devem obedecer à ordem de só atender por delivery ou retiradas no balcão.

Até o momento, não há casos confirmados de coronavírus em Lagoa Seca. Por causa do isolamento social recomendado pelas autoridades sanitárias, os números do município estão estabilizados, o que não implica dizer que os moradores devam sair às ruas ou promover aglomerações. O último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde nesta semana apontou a queda de casos monitorados, de 10 para 09, e de pessoas em isolamento social, de 02 para 01. Os grupos de “casos suspeitos”, “aguardando resultados” e “casos descartados” seguem com 01 cada.

Funcionária da Vigilância Sanitária entrega máscara e luva no Mercado Público de Lagoa Seca na manhã deste sábado, 18. Imagem: Arquivo Pessoal/DECOM

 

Primeira etapa da campanha contra gripe ultrapassa meta e quase 3.500 pessoas são vacinadas em Lagoa Seca

A primeira etapa da campanha nacional contra a gripe destinada a idosos com mais de 60 anos e profissionais de saúde atuantes havia vacinado, até esta quarta-feira (15), aproximadamente 3.500 pessoas em Lagoa Seca.

Apesar do encerramento parcial para os primeiros grupos, a vacina ainda estará disponível – mesmo com poucas doses devido ao pequeno repasse oriundo do governo Estadual – nos postos de saúde, na Policlínica Manoel Jacome e, nos casos mais complexos de idosos que não podem se locomover, a aplicação está sendo feita a domicílio. Com o bom resultado dos números, a Secretaria de Saúde ultrapassou, nessa primeira fase, a meta esperada de 96,60 % para idosos e 95,49% para os trabalhadores da saúde.

A vacina da gripe não previne contra o novo coronavírus, mas é uma forma encontrada pelas autoridades sanitárias de auxiliar os profissionais de saúde a descartarem as influenzas na triagem e acelerarem o diagnóstico para a Covid-19.

Números em Lagoa Seca no encerramento parcial da campanha de vacinação contra a gripe em idosos e profissionais de saúde atuantes

Conforme a coordenação de imunização, até esta quarta-feira (15), foram vacinadas 3.461 pessoas, que fazem parte do primeiro grupo – idosos e profissionais de saúde atuantes.

• 3.057 idosos, equivalente a 97,02% (índice maior que a meta esperada).

• 404 profissionais de saúde, equivalente a 95,96% (índice maior que a meta esperada).

Grupos que estão sendo vacinados desde quinta-feira

A segunda etapa da vacinação contra a gripe começou nesta quinta-feira (16) em Lagoa Seca. Além dos idosos, que podem continuar procurando os postos de saúde, estão imunizados, como prioridade, os seguintes grupos:

• Profissionais das forças de segurança e salvamento

• Caminhoneiros

• Motoristas de transporte coletivo

• Portadores de doenças crônicas não transmissíveis (comorbidades) e outras condições clínicas especiais

• Pessoas privadas de liberdade

• Profissionais do sistema prisional

• Adolescentes e jovens, de 12 a 21 anos, que cumprem medidas socioeducativas.

Os locais de vacinação seguem acontecendo nas Unidades Básicas de Saúde, de 8h as 14h, e na Policlínica Manoel Jácome, de 7h as 11h, com fechamento para almoço, depois reabre no horário de 13h as 16h.

Em primeira etapa, vacinação contra gripe chega a quase 3.500 pessoas em Lagoa Seca; Imagem: Reprodução 

Prefeitura de Lagoa Seca começa a notificar comércio que não respeitar medidas preventivas de combate ao coronavírus

Em mais uma força-tarefa durante esta manhã de quinta-feira (16), a Prefeitura de Lagoa Seca intensificou a fiscalização no comércio da cidade e começou a notificar os estabelecimentos que não obedecerem às medidas de prevenção ao novo coronavírus. A operação contou com equipes de Vigilâncias Ambiental, Sanitária e Epidemiológica, além do apoio tático da Defesa Civil e homens da Polícia Militar.

O objetivo da ação, que seguirá pelos próximos dias, é checar se os pontos comerciais estão seguindo os protocolos sanitários, especialmente o distanciamento social recomendado durante o período de quarentena.

Durante a inspeção desta quinta-feira, um grande supermercado da cidade recebeu a segunda notificação. O local é alvo de denúncias de clientes que relataram a falta de controle na restrição de distanciamento para manter as pessoas presentes separadas por uma distância de, no mínimo, 2 metros, além do abuso excessivo dos preços dos produtos.

Notificados, os estabelecimentos que insistirem em seguir com a prática irregular poderão sofrer desde uma sanção administrativa (como o fechamento administrativo do local), uma autuação, ou até mesmo, a cassação do alvará de funcionamento. Esses dois últimos em casos mais graves.

Mas o cenário encontrado pelos agentes não foi positivo. Quiosques que funcionam como bares no Centro da cidade foram encontrados abertos e pessoas transitavam livremente pelas ruas.

Outro flagrante foi feito em dois bares, um localizado na comunidade do Floriano, o outro no sítio Oiti. Após ser orientado pelos fiscais, os donos encerram as atividades.

Já uma academia particular, oferecida especialmente ao público feminino, também esteve na mira dos funcionários da Saúde e recebeu hoje a visita dos agentes. Questionada, a proprietária negou as acusações de que o local estaria funcionando. A partir de agora, o estabelecimento começará a ser monitorado pela Vigilância Sanitária.

As denúncias podem ser feitas pelo número da Secretaria de Saúde (3366-1436) ou através do contato do coordenador da Vigilância Sanitária, Fábio José, pelo número (83) 9 9996-0252.

Funcionários da Secretaria de Saúde vistoriam açougue nesta quinta-feira (12), em Lagoa Seca.

Estabelecimento comercial recebendo visita da Vigilância Sanitária nesta quinta-feira (12).