Novidades chegando: estradas que ligam o Sítio Covão e o Alvinho receberão pavimentação em paralelepípedo

Na manhã desta última quinta-feira (26), a prefeita Dalva Lucena com o Superintendente Executivo de Governo, Martoni Sobral. Na ocasião a gestora assinou os contratos de repasse do recurso para a execução do serviço de terraplanagem e obra de pavimentação em paralelepípedo das estradas que ligam as comunidades do Covão e do Alvinho.

Uma emenda parlamentar do Deputado Federal Romero Rodrigues, com o apoio do Deputado Estadual Fábio Ramalho, no valor de quase de R$ 3 milhões para melhorar a mobilidade urbana e tornar um sonho antigo das comunidades em realidade.

Veja fotos desse momento importante para o município! 📷

Dia de Finados: Prefeitura de Lagoa Seca reparos nos cemitérios municipais

Pensando na importância do tradicional Dia de Finados (02/11), a prefeitura de Lagoa Seca já iniciou as obras de reformas e reparos nos cemitérios municipais.
Serviços como limpeza, pintura e construção de muros estão sendo executados.
A proposta é deixar tudo pronto para receber os visitantes que costumam celebrar a data e prestar homenagens aos seus entes queridos.
De acordo com a Secretaria de Infraestrutura, os trabalhos foram antecipados para garantir mais eficiência e estão acontecendo em todos os cemitérios públicos do município: Frei Clementino (Bela Vista), Oití, Jenipapo e Campinote.

Prefeitura de Lagoa Seca anuncia pavimentação de ruas na Vila Esperança

A Prefeitura Municipal de Lagoa Seca vai executar a obra de pavimentação de ruas projetadas na comunidade Vila Esperança. O anúncio foi feito na tarde desta terça-feira (30) pela prefeita Dalva Lucena.

Dalva participou ao lado dos vereadores Paulo da Costa de Oliveira (Paulinho Patriota) e Carlos André Barbosa (André de Dé) da distribuição de alimentos prontos na região, o chamado programa municipal Mesa Farta – benefício herdado pelo seu governo e que leva semanalmente comida à mesa de milhares de lagoassequenses em diversas partes da cidade.

Em seu discurso, a gestora ressaltou o compromisso de efetivar um sonho antigo esperado por quem mora no setor. “Assim que cheguei hoje aqui [na Vila Esperança], as pessoas já foram perguntando a mim se essa área seria calçada. E diante de vocês afirmo que sim. Este será meu compromisso, um desejo aguardado há muito tempo por todos”, garantiu Dalva.

A empreitada na Vila Esperança será desempenhada com recursos próprios da prefeitura e contemplará uma extensão de mais de 500 metros. O serviço ficará sob responsabilidade da Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo.

Nesta terça-feira, o maquinário já estava na Vila realizando o nivelamento das estradas, buscando aprimorar, entre outras coisas, terrenos irregulares. A estimativa é que a obra seja iniciada já nos próximos dias, garantindo a moradores infraestrutura de qualidade e mobilidade para veículos e pedestres.

A prefeita também conversou com alguns moradores, ouviu demandas, andou em setores os quais ganharão em breve suas primeiras pedras e afirmou que segue colaborando, juntamente com sua equipe de governo, embora frente a inúmeros desafios, com o desenvolvimento de Lagoa Seca – tanto na zona urbana quanto rural.

O vendedor Ismael Leônidas, 37, disse que reside na Vila Esperança há mais de uma década. Ele conta que assim como ele, outras pessoas já não acreditavam mais no poder público, já que promessas foram feitas e a prefeitura não ‘chegava junto’. “Nós estamos convictos, com a visita da prefeita, de que o projeto seja levado adiante”, disse o vendedor.

O trabalho segue

Ainda na parte da infraestrutura – especialmente no que diz respeito ao trabalho de pavimentação em ruas e ladeiras do município – a prefeitura segue concluindo o trecho que liga à comunidade Campo do Bahia, às margens da BR-104, e no Loteamento Ipuarana.

A prefeita Dalva Lucena informou, ainda, que novidades ligadas ao assunto serão divulgadas logo mais.

Na Câmara: Dalva anuncia aquisição de mais duas ambulâncias, carro-pipa e construção de muro de arrimo no bairro Monte Alegre

A prefeita Dalva Lucena participou, na noite desta terça-feira (2), da reabertura dos trabalhos legislativos para o segundo semestre da Câmara de Vereadores de Lagoa Seca.

Em seu discurso, a chefe do executivo municipal destacou as várias conquistas administrativas da cidade ao longo dos primeiros cem dias de seu governo. A fala dela ficou robusta com anúncio de pacote de ações destinadas às áreas da saúde, agricultura e infraestrutura.

As comunidades Vila Florestal e Floriano vão ganhar uma ambulância. Os veículos já chegaram, devem ser entregues em breve e prometem agilizar casos de pacientes que precisam se deslocar até outras instâncias em situações mais urgentes.

Se agora as chuvas estão sendo um alívio para o homem do campo – prova disso são os açudes cheios – o verão virá e com ele a incerteza da presença desse manancial. Sendo assim, mais um carro-pipa se somará ao reforço para atender futuros pedidos de quem precisa de água em casa.

Já na esfera da infraestrutura e, consequentemente, na segurança do munícipes, Dalva garantiu que vai licitar a obra de construção de um muro de arrimo no bairro Monte Alegre, por trás da Escola Municipal Irmão Damião.

Apesar das dificuldades e das limitações existentes no orçamento público, a prefeita afirmou que não medirá esforços e fará a empreitada, atendendo, portanto, um pedido antigo de quem reside na região.

A mandatária do município compartilhou com o público na Câmara o sentimento de viver desafios, incluindo a falta de recursos, embora seu desejo é continuar trabalhando para todos.

São muitos desafios, há sempre o que fazer. Em pouco mais de cem dias, fizemos aquilo que esteve ao nosso alcance. Com fé em Deus e com apoio de vocês [vereadores], vamos continuar dando a Lagoa Seca o status merecido”, disse Dalva, que ainda lembrou de seu compromisso com a classe dos servidores, pagando os vencimentos no mês trabalhado.

Fabiano Ramalho garantiu que andará em concordância com o Poder Executivo desde que este esteja em harmonia com os anseios da população. “Neste momento difícil que estamos vivendo, como bem frisou a prefeita Dalva Lucena, precisamos nos unir para buscar soluções que facilitem a vida daqueles que mais precisam e estaremos focados no bem-estar da população”, afirmou o presidente da Casa.

Participaram também do ato: secretários municipais, coordenadores e diretores de órgãos ligados à administração pública, convidados e demais membros da sociedade.

Após rompimento de barragem, Prefeitura de Lagoa Seca avalia estragos e ampara famílias atingidas

Uma barragem de médio porte localizada numa propriedade particular, na comunidade Oiti, zona rural de Lagoa Seca, se rompeu na madrugada desta sexta-feira (29).

Segundo a Defesa Civil, as principais causas do ocorrido foram as rachaduras e formigueiros existentes no local, além do acúmulo de chuvas que caíram recentemente na região. Apesar de não haver feridos, lavouras foram danificadas, pois as plantações foram inundadas.

Com o rompimento, a água levou mais duas barragens e atingiu três propriedades do entorno. Segundo moradores, o reservatório tinha capacidade de 20 metros de profundidade, e 100 metros de extensão.

A Defesa Civil já tinha sido acionada para realizar o serviço de alargamento da sangria nessa mesma barragem do sítio Oiti, mas nem isso foi suficiente para evitar o transbordamento.

Nas primeiras horas de hoje, a prefeitura começou o trabalho de socorro e assistência a quem vive no local. A Secretaria de Agricultura e Abastecimento deslocou o maquinário para que fizesse a limpeza do material que restou e, como forma preventiva, ordenou a continuidade de abertura de outras sangrias de açude.

Já a Secretaria de Assistência Social encaminhou funcionários da pasta, inclusive assistentes sociais, para acompanhar as famílias e atender eventuais necessidades.

Defesa Civil trabalha para evitar rompimento de barragens na zona rural de Lagoa Seca

A Defesa Civil de Lagoa Seca continua o trabalho preventivo para evitar o rompimento de barreiros e barragens localizadas na zona rural do município. Com as chuvas que caíram ultimamente na região, fica mantida a preocupação do governo municipal em zelar pela vida, lavouras e propriedades pertencentes ao homem do campo.

Nesta sexta-feira (15), conforme informou a Defesa Civil, equipes estão inspecionando e abrindo as sangrias dos reservatórios nas regiões Retiro, Quicé, Manguape, Almeida e Campinote. A operação parte para localidades consideradas de “risco”.

Em quase dois meses, 25 barragens foram reparadas, uma tarefa que inclui o funcionamento da máquina retroescavadeira e até mesmo o apoio do trabalho braçal, tudo isso para dar passagem à água e conter que o manancial não transborde e atinja o que estiver pela frente.

A Defesa Civil contou que, nesse período maior de chuvas, apenas duas barragens de pequeno porte não aguentaram a força da água e acabaram transbordando. Por sorte, não houve estragos. “Estamos a todo vapor trabalhando para que não ocorra o que aconteceu em 2011, por exemplo, ano marcado pelo rompimento de mais de 20 barragens, causando assim danos à natureza e ao ser humano. Prevenção é tudo, e, dentro do possível, continuaremos a atender todas as demandas”, falou George Rufino, responsável pela Defesa Civil.

Em casos de dúvidas ou solicitação de demanda, a população pode ajudar entrando em contato com os números 199 (Defesa Civil) ou 9 9952-8666 (Secretaria de Agricultura e Abastecimento).

Dalva acompanha investimentos na comunidade Mineiro, zona rural de Lagoa Seca

A prefeita Dalva Lucena acompanhou de perto a grande obra que vem sendo executada na comunidade Mineiro, zona rural de Lagoa Seca. Dalva esteve nesta sexta-feira, 8, fiscalizando o andamento da pavimentação num determinado trecho da ladeira e, na mesma região, em outra área, vendo o maquinário operando no que diz respeito ao serviço de piçarramento – na finalidade de preparar a estrada e receber os paralelepípedos. O projeto foi iniciado pelo ex-prefeito Fábio Ramalho.

A iniciativa garante melhor infraestrutura à localidade, além de facilitar o deslocamento de moradores e ajudar no processo de escoamento da produção agrícola. Nestes primeiros dias de governo, a atual gestora da cidade tem se dedicado, de maneira especial, visitar e dar continuidade à agenda de trabalho deixado pelo parceiro de administração pública.

ATUALIZAÇÃO: prefeitura avança com projeto de mobilidade urbana e pavimentação asfáltica segue na penúltima fase dos trabalhos em Lagoa Seca

A Prefeitura de Lagoa Seca atualiza, nesta sexta-feira (11), a situação do atual projeto de mobilidade urbana, que está sendo executado na cidade.

Segundo a empresa responsável pelo serviço, o maquinário opera atualmente na penúltima fase dos trabalhos, cujo objetivo é colocar a faixa de rolamento no asfalto – ou a “capa”, como é popularmente conhecida.

Registros desta sexta-feira dão conta de homens trabalhando em uma das ruas envolvidas na obra. A Rua Francisco Luís de Sena, situada no bairro Anacleto, é uma das localidades dentro dessa segunda fase da pavimentação asfáltica.

A previsão é que tudo isso leve mais dez dias até ficar parcialmente pronto. Em seguida, será executada a sinalização horizontal e vertical das ruas.

Há exatamente um mês, a Prefeitura de Lagoa Seca dava o pontapé inicial no que diz respeito ao processo de pavimentação asfáltica – idealizado pela segunda vez só na gestão do prefeito Fábio Ramalho. Nesta etapa, mais de 20 ruas, incluindo o bairro Anacleto e o Centro do município, foram inseridas na empreitada.

Skip to content