POLIOMIELITE: campanha de vacinação começa nesta segunda em Lagoa Seca

A partir desta segunda-feira (27), a Secretaria de Saúde do município iniciará a campanha de vacinação contra a poliomielite para crianças menores de 5 anos.
As doses estarão disponíveis na Policlínica João Joaquim de Medeiros, nos dois horários (manhã e tarde), e nas unidades de saúde do município, conforme horário de serviço de cada setor.
Para se vacinar é necessário apresentar a caderneta de vacinação, o cartão da Covid-19 e CPF.
A campanha é uma estratégia do Ministério da Saúde que visa aumentar a cobertura vacinal do país, imunizando 95% das crianças brasileiras e diminuindo o risco de contaminação.
A ação ocorre por meio das vacinas VIP e VOP. Embora as duas imunizem contra a doença, elas são diferentes entre si. A VIP é injetável, com três cepas (poliovírus 1, 2, 3), feita apenas com partículas do vírus, enquanto a VOP, que é a de gotinhas, é feita com o vírus enfraquecido, com duas cepas (polivírus 1 e 3). Em resumo, a VIP é uma vacina inativada com o vírus completamente neutralizado e a VOP possui o vírus vivo, mas atenuado.

Conforme esquema estabelecido pelo Governo Federal, as aplicações em Lagoa Seca acontecerão da seguinte forma:

  • Crianças menores de um ano deverão ser vacinadas de acordo com a situação vacinal atual para o esquema primário (três doses da vacina inativada poliomielite — VIP).
  • Aquelas de um a quatro anos devem ser vacinadas indiscriminadamente com a vacina oral poliomielite (VOP), desde que já tenham recebido o esquema primário de três doses com VIP.

A campanha seguirá até 14 de junho em todo município e o Dia D será realizado no dia 8 do mesmo mês. A Secretaria de Saúde reforça a importância dos pais ou responsáveis levarem seus filhos para receber o imunizante, pois essa é a única forma de protegê-los contra a poliomielite.

SOBRE A DOENÇA

A Poliomielite, também chamada de polio ou paralisia infantil, é uma doença grave, caracterizada por um quadro de paralisia flácida causada por um vírus que vive no intestino – chamado de “poliovírus”. Em geral, acomete os membros inferiores de forma assimétrica ou irreversível.

Prefeitura de Lagoa Seca inicia programa de castração animal na próxima semana

A Prefeitura de Lagoa Seca, por meio das Secretarias de Saúde e Agricultura e Abastecimento, inicia, na próxima semana, o programa de castração animal no município. A medida dar um salto importante ao cumprir uma agenda da atual gestão, que busca solucionar essa antiga demanda relacionada à saúde pública.

Na terça-feira (21), representantes do governo estiveram em uma instituição de ensino superior, em Campina Grande, para firmar parceria e acertar os últimos ajustes visando implementar o programa em Lagoa Seca. No encontro marcaram presença a secretária de Saúde (Cristiane Cavalcanti), a médica veterinária e o estagiário da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Júlia Do Ó e Lucas Silva) e o professor e também médico veterinário Tales Santos, da UNIFIP – responsável pelas cirurgias.

O programa vai funcionar da seguinte maneira: as operações vão ser ofertadas toda semana, com média de até cinco procedimentos a cada sete dias. Nesta primeira fase, cães e gatos de rua são os primeiros da fila. Para isso, os protetores, tutores de baixa renda, assim como os cuidadores informais e organizações não governamentais e grupos dessa natureza, vão ser informados ou podem procurar a Secretaria de Agricultura para acompanhar a situação.

Vale lembrar que a castração animal oferecida pelo poder público, sendo então novidade na cidade, funcionará de maneira gradativa e de acordo com a demanda estabelecida pela UNIFIP, que garantiu toda estrutura e conforto aos bichinhos de estimação.

Com base na busca ativa desenvolvida pela prefeitura, há aproximadamente 500 animais domiciliados, semi-domiciliados e de rua esperando a castração. Em março, um cadastro foi aberto para ajudar o processo e entender a grandiosidade da situação.

Saúde promove evento alusivo à Luta Antimanicomial em Lagoa Seca

Em alusão ao Dia Nacional da Luta Antimanicomial, celebrado oficialmente no calendário em 18 de maio, a Secretária de Saúde realizou nesta terça-feira (21), ação com os usuários do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) e com toda Rede de Assistência a Saúde Mental (RAPS) do município. A secretária da pasta, Cristiane Cavalcanti, a coordenadora do CAPS, Mônica Correia, familiares da classe e servidores da gestão marcaram presença na ocasião.

Em pauta, o setor promoveu uma palestra sobre “Caminhos para Liberdade: minha loucura não se prende” – tema da campanha deste ano, ministrada pelo psicólogo do CAPS, Alisson Santos. A programação desta manhã também contou com coffee break e sorteios de brindes, além de atividade física e ginástica laboral, executada pelo educador físico Nohammad Augusto, que faz parte da Equipe Multiprofissional da Atenção Primária à Saúde.

A luta antimanicomial se caracteriza pela defesa dos direitos de pessoas com transtornos mentais e pelo combate à ideia de que os recursos terapêuticos devem ser feitos através do isolamento.
Em meio a todo preconceito que cercam a doença mental, o movimento luta todos os dias para que estes indivíduos tenham o direito de viver como todo cidadão, para que possam conviver em sociedade e tenham, também, a garantia de um bom tratamento.

DECOM/PMLS

Prefeitura de Lagoa Seca amplia campanha para alertar população sobre casos de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

A Prefeitura de Lagoa Seca continua executando ações ligadas à campanha Maio Laranja – mês de conscientização sobre os casos envolvendo abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Para ampliar a discussão do tema no município, uma grande força-tarefa foi montada para este sábado (18).

Setores da Secretaria de Assistência Social foram às principais ruas e pontos estratégicos que reúnem inúmeras pessoas, na manhã de hoje, para chamar a atenção da população e pedir colaboração da sociedade em defesa dos mais vulneráveis. 

A ação cobriu setores de grade movimentação, como a feira do Mercado Público do Produtor Rural e Policlínica João Joaquim de Medeiros – onde acontecia o Dia D de imunização contra a gripe. 

Servidores entregaram panfletos os quais contêm sinais de como a violência sexual se manifesta e como denunciá-la aos órgãos responsáveis. Além disso, a equipe realizou pitstop em frente à prefeitura, área de maior circulação de veículos no Centro da cidade, segurando uma grande faixa com a mensagem “Isso é da nossa!”, e disque 100, em caso de denúncia. 

Para o verdadeiro batalhão deste sábado, membros da rede de proteção integral da criança e do adolescente de Lagoa Seca arregaçaram as mangas e, desde as 7h, caíram em campo para a missão. Participaram do ato o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), o Conselho Tutelar e o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). 

Em 12 anos, segundo dados da Vigilância Socioassistencial, 134 casos de abuso e exploração sexual foram contabilizados e acompanhados pelo CREAS de Lagoa Seca. Só em 2024, o município tem 10 notificações dessa natureza (do início do ano até agora), duas a mais se comparadas ao mesmo período do ano passado. 

Até o final do mês, outras atividades serão desenvolvidas como forma de endossar o discurso da campanha e evitar o aumento de números preocupantes como esse. O CREAS informou, ainda, que está marcada para o dia 29 de maio a culminância do projeto “Isso é da nossa conta” edição 2024, criado em 2017 em Lagoa Seca. O último dia pretende premiar, assim como nos anos anteriores, a melhor redação de alunos dos anos finais de quatro escolas da rede municipal de ensino, bem como o melhor desenho da educação infantil. Toda programação vai ser lançada em breve nas redes de comunicação da prefeitura. 

Origem da campanha nacional

A criação do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituída pela Lei nº 9.970 em 17 de maio de 2000. A data é dedicada à memória de Araceli Cabrera Sánchez Crespo, uma menina de 8 anos que, em 18 de maio de 1973, no estado do Espírito Santo, foi sequestrada, vítima de diversas formas de violência e, posteriormente, morta por seus sequestradores. Seu corpo foi encontrado seis dias depois, e os responsáveis pelo crime não foram punidos até os dias atuais.

VEJA OS REGISTROS DESTE SÁBADO (18)

VACINAÇÃO VOLANTE: Saúde de Lagoa Seca encerra ação e registra saldo positivo de imunizações

De acordo com a Secretaria de Saúde, durante a Vacinação Volante, mais de 300 pessoas foram imunizadas contra a Influenza – vírus da gripe. Este resultado é referente aos seis dias de ações nas comunidades da zona urbana e rural de Lagoa Seca.

Nesta etapa, os serviços foram oferecidos aos grupos prioritários, que reúnem idosos (acamados ou não) e cuidadores dessa classe, pessoas com comorbidades, crianças de seis meses a menores de seis anos (cinco anos, onze meses e vinte nove dias), gestantes e puérperas.

O projeto municipal foi criado como nova estratégia de conscientizar a população sobre a importância da imunização e os riscos que a gripe pode causar. A vacinação volante serve como uma busca ativa desses grupos usando o carro de som, que abre o percurso fazendo a divulgação pelas ruas e pedindo para que as pessoas participem da campanha. Agentes comunitários de saúde, técnicos de enfermagem e a coordenadora de Imunização, Irilene Barbosa, compõem o time de profissionais envolvidos na missão.

Na manhã desta terça-feira (14), a pasta finalizou as atividades no bairro Monte Alegre e cerca de 45 pessoas, sendo idosos, crianças e pessoas com comorbidades, receberam a dose do imunizante. Além deste local, os setores do Floriano, Campo do Bahia, Bela Vista, Centro e São José também foram beneficiados com o serviço.

Segundo informações da secretaria, o Departamento de Imunização pretende ampliar a vacinação volante para outras localidades, garantindo, dessa forma, que mais moradores tenham acesso e façam parte do projeto. Contudo, enquanto a logística é planejada, a equipe seguirá com o calendário de ações contra a gripe e promoverá um Dia D neste sábado, 18 de maio, das 8h às 12h, na Policlínica João Joaquim de Medeiros. Desta vez, a vacina está disponível para o público em geral, que tenha idade acima de 6 meses. Para participar, basta apresentar a caderneta de vacinação e o CPF.

Saúde promove evento para as mães do CAPS de Lagoa Seca

A Secretaria de Saúde de Lagoa Seca promoveu, na manhã desta terça-feira (14), um evento para as mães atendidas pelo Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). As mães ou responsáveis que têm algum filho acompanhado pelo setor também foram convidadas.
O encontro, que aconteceu em um restaurante e reuniu centenas de pessoas, contou com muita animação para celebrar a vida daquela que tem o dom de gerar a vida e amar indistintamente.
Um café delicioso foi servido e alguns presentes foram sorteados entre as genitoras. A coordenação entregou, ainda, brindes para deixar a festividade mais feliz.

Entre as autoridades presentes, participaram a prefeita Dalva Lucena, a secretária de Saúde Cristiane Cavalcante, além da coordenadora do CAPS, Mônica Correia, e servidores da gestão.
O evento também foi pensado para descentralizar a comemoração e juntar apenas os usuários do Centro de Atenção Psicossocial, uma vez que esse público necessita de atenção redobrada e espaço adequado devido às suas condições de saúde.

Um dos momentos mais bonitos e emocionantes foi a participação da dona de casa Cícera Marilac, avó de uma criança usuária do CAPS. O neto dela tem autismo e desenvolveu a fala e interage socialmente graças ao trabalho de profissionais empenhados no serviço. Cícera usou o microfone para agradecer o apoio da Secretaria de Saúde, sobretudo a atenção oriunda da secretária Cristiane, e como o menino de cinco anos vive melhor atualmente.

Para a prefeita Dalva Lucena, elogios como esse mostram o esforço da prefeitura em atender a todos. “Ainda que os desafios sejam intensos e muitos, procuramos ajudar a quem nos procura. Esse retorno dessa avó, em reconhecer e agradecer o trabalho do CAPS e outros órgãos da prefeitura, nos deixam felizes e aumentam nossa responsabilidade e nosso compromisso de seguir adiante”, afirmou.

NESTA QUARTA: Saúde promove vacinação volante no bairro Bela Vista em Lagoa Seca

Seguindo o calendário de atividades referente a Vacinação Volante em Lagoa Seca, a Secretária de Saúde realizou o terceiro dia de ação no bairro Bela Vista, zona urbana do município. De acordo com informações da pasta, os profissionais de saúde vacinaram, nesta quarta-feira (8), cerca de 46 pessoas. Do total de hoje, estão inseridos idosos, crianças e pessoas com comorbidades.

A vacinação volante foi criada para conscientizar a população sobre a importância da imunização contra a gripe. De início, seis comunidades serão beneficiadas pelo reforço da campanha. Agentes comunitários de saúde, enfermeiros e a coordenadora de Imunização Irilene Barbosa, compõem o time de profissionais envolvidos na missão.

O setor reforça que, neste primeiro momento, a ação é destinada para grupos prioritários, sendo idosos, gestantes, puérperas, pessoas com comorbidades e crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias).
Apesar da intensificação da imunização nas ruas, as treze unidades de saúde e a Policlínica João Joaquim de Medeiros seguem com seus respectivos atendimentos.

Confira os próximos trechos de vacinação volante em Lagoa Seca:

  • 10/05 (sexta-feira): Centro, nas mediações da Unidade de Saúde Inácia Leal;
  • 13/05 (segunda-feira): bairro São José;
  • 14/05 (terça-feira): bairro Monte Alegre

VACINAÇÃO VOLANTE: prefeitura segue calendário e realiza ação no Campo do Bahia; veja

Na manhã desta terça-feira (7), a Prefeitura de Lagoa Seca, por meio da Secretaria de Saúde, promoveu o segundo dia de Vacinação Volante no município. A comunidade do Campo do Bahia foi o setor contemplado de hoje.
De acordo com a pasta, 40 pessoas foram imunizadas contra a Influenza – vírus que provoca a gripe com grande potencial de transmissão. Deste total, receberam a dose: idosos, crianças e pessoas com comorbidades.
O terceiro ponto de visitação será no bairro Bela Vista, nesta quarta-feira (8).

A Vacinação Volante é uma estratégia criada pela Secretaria de Saúde para aumentar o índice vacinal da cidade, bem como conscientizar a população sobre a importância de se proteger do vírus da gripe.
Neste primeiro momento a imunização é destinada para grupos prioritários, incluindo idosos, crianças de seis meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes e puérperas e pessoas com comorbidades.
Para se vacinar, é necessário apresentar a caderneta de vacinação e CPF.

Confira os próximos trechos de vacinação volante em Lagoa Seca:

  • 08/05 (quarta-feira): bairro Bela Vista;
  • ⁠10/05 (sexta-feira): Centro, nas mediações da Unidade de Saúde Inácia Leal;
  • ⁠13/05 (segunda-feira): bairro São José;
  • ⁠14/05 (terça-feira): bairro Monte Alegre.
Pular para o conteúdo