GARANTIA SAFRA: cadastro referente a 2023 e 2024 termina nesta terça-feira (5); saiba como se inscrever

A Prefeitura de Lagoa Seca, através da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, está realizando as inscrições de agricultores para o Garantia Safra. O prazo vai até terça-feira (5) e acontece na sede da Secretaria e em todos os distritos e comunidades do município, de acordo com calendário pré estabelecido.

Para se inscrever é necessário apresentar os seguintes documentos: Cadastro Nacional da Agricultura Familiar (CAF) em dia com no mínimo 1 há de área; ter plantio de, no mínimo, 6 há de milho, feijão, mandioca ou macaxeira, arroz e algodão; CPF e número de telefone para contato. O agricultor precisa, também, ter renda mensal menor ou igual a 1,5 (um e meio) salário mínimo.

Confira, abaixo, as localidades de atendimento e horários:

4 de dezembro (segunda-feira): 8h30 às 10h30, no Quicé, no Grupo Escolar do Quicé;
5 de dezembro (terça-feira): 8h30 às 10h30, em Lagoa do Barro, no Grupo Escolar Tertuliano.

SOBRE O PROGRAMA

O Garantia Safra tem como objetivo garantir condições mínimas de sobrevivência aos agricultores familiares de municípios sistematicamente sujeitos à perda de safra por razão do fenômeno da estiagem ou excesso hídrico, situados na área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE). Têm acesso ao benefício agricultores que possuem renda familiar mensal de, no máximo, 1,5 (um e meio) salário mínimo e que plantam entre 0,6 e 5 hectares de feijão, milho, arroz, mandioca, algodão.

Secretário de Agricultura participa de reunião do programa de sementes crioulas

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento realizou, nesta quarta-feira, reunião com o objetivo de avaliar o desempenho do programa municipal de sementes crioulas. Realizada nas dependências do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, estiveram presentes na reunião agricultores, representantes de associações rurais, da ASPTA e do próprio sindicato, que avaliaram de modo exitoso o programa que distribui sementes de milho (duas variedades) e de feijão (seis variedades).

A reunião foi conduzida pela coordenadora do programa, Deise Farias, que iniciou o momento relembrando a trajetória do programa, idealizado pelo secretário da pasta, Nelson Anacleto. “A Secretaria de Agricultura iniciou o programa em 2021 com 1.200 kg. Em 2022 o programa aumentou para 2.500 kg, e este ano oferecemos 5 toneladas”, relembrou a coordenadora.

Lagoa Seca se tornou referência para cidades circunvizinhas, Alagoa Nova, Montadas e Remígio são exemplos disso. “A partir da experiência de Lagoa Seca já temos a implantação do programa em outros municípios”, enfatizou Emanuel Dias, representante da ASPTA (associação de direito civil sem fins lucrativos que, desde 1983, atua para o fortalecimento da agricultura familiar e a promoção do desenvolvimento rural sustentável no Brasil).

Para 2024, a prefeita Dalva Lucena garantiu que haverá ainda mais investimento no programa, melhoria da infraestrutura do banco de sementes, além de equipamentos para manutenção da qualidade das sementes, dando assim continuidade na política de valorização da agricultura familiar do município.

DECOM PMLS

PMLS mantém programa, compra quase R$ 40 mil em sementes e aumenta variedade de grãos para distribuir entre agricultores

A Prefeitura Municipal de Lagoa Seca vai manter o programa Boa Safra para o próximo ano, segundo a Secretaria de Agricultura e Abastecimento informou nesta sexta-feira (24). A missão é que 5 toneladas de sementes crioulas sejam distribuídas entre os agricultores em 2024. A quantidade é a mesma do ano passado, mas o dobro se comparada a 2021.

A gestão investiu R$ 39.816,60 comprando os grãos diretamente dos produtores rurais de Lagoa Seca, sem contar aqueles os quais devolveram espontaneamente as sementes a fim de armazena-las para que fossem repassadas no momento adequado.

Outra novidade foi a aquisição de novos tipos de sementes que não ainda não tinham sido ofertadas aos agricultores. Agora, conforme a equipe técnica da secretaria, os interessados terão à disposição feijão rosinha, feijão gordo branco, feijão mulatinho e milho jaboatão do sabugo fino.

Todo o processo de conserva é feito de forma agroecológica em tambores, sem agrotóxico, com aplicação de pimenta do reino moída, que, com sua toxina natural, impede o surgimento de pragas. Ontem pela manhã o responsável pela pasta, Nelson Anacleto, ao lado de servidores acompanhou de perto o estoque em um dos bancos de sementes, instalado na comunidade Lagoa do Gravatá.

O preço pago pela prefeitura às famílias agricultoras que vendem os insumos é acima do valor corrente no mercado, com até 20% a mais, como forma de estimular e valorizar o produtor rural.

Anacleto destacou a felicidade em conseguir aumentar o estoque de sementes esse ano e a importância desse trabalho em conjunto com as instituições parceiras. “Temos atualmente uma variedade grande de milho e feijão no nosso armazém, que compramos das nossas famílias agricultoras. E esperamos que esse programa continue com essas parcerias, a exemplo do sindicato rural a associações comunitárias, pois é um trabalho que serve de referência para outras cidades e outros estados”, garantiu ele.

A expectativa é distribuir os grãos ainda no primeiro trimestre de 2024, antes do inverno, quando caírem as primeiras chuvas. O calendário dessa atividade será divulgado nas redes sociais e mídias de comunicação da prefeitura.

Prefeitura de Lagoa Seca vai investir mais de R$ 1,7 milhão em pavimentação na zona rural e adquirir veículos para a Secretaria de Agricultura 

Uma semana após a prefeita Dalva Lucena garantir nova fase do programa de recapeamento asfáltico para outras partes da zona urbana do município, a chefe do executivo municipal anunciou nesta quarta-feira (22) mais um grande investimento voltado ao crescimento de Lagoa Seca, dessa vez a boa notícia veio para quem reside na zona rural. 

Para ampliar ainda mais o trabalho de pavimentação com paralelepípedos em diversas comunidades rurais, a prefeitura vai investir o montante de R$ 1.750.000 destinado a calçamentos e aquisição de três veículos (dois carros e uma moto) a fim de atender melhor a demanda administrativa e logística da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. 

A iniciativa contemplará dez localidades diferentes, com a missão de iniciar ou complementar com pavimentação aquelas já iniciadas pelo poder público. O dinheiro da empreitada é fruto de emenda do ex-deputado federal Frei Anastácio (hoje secretário de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido da Paraíba). 

Nesta segunda-feira, equipes da Secretaria de Agricultura e Abastecimento iniciaram a semana medindo o tamanho de cada estrada prevista no atual projeto de pavimentação. Os números atuais ainda estão sendo levantados e devem ser divulgados em breve. 

Confira a relação de setores que serão calçados:

• Estrada do sítio Araticum (ladeira de Dona Lourdes rezadeira);

• Estrada do sítio Boa Vista;

• Estrada principal do sítio Cumbe (ladeira de Carminha Adonias);

• Estrada do sítio Floriano (ladeira do Ceará);

• Estradas do sítio Gruta Funda (ladeira de Antônio Luís, ladeira do “antigo lixão”, e ladeira de Orlando Rocha);

• Estrada principal do sítio Pau Ferro;

• Estradas sítio Lagoa do Gravatá (complementação do trecho já pavimentado na ladeira do olho d’água, trecho da ladeira de Zé Faísca e trecho da ladeira de Zé de Assis);

• Estrada do sítio Retiro/Macaíba (trecho da barragem do Macaíba). 

Dalva Lucena comemorou a possibilidade de trazer mais qualidade de vida à população. “Continuamos trabalhando, não paramos, embora os desafios sejam os mais variados. Além de levar infraestrutura à área urbana, a gente quer que o homem do campo tenha melhor mobilidade e ajuda no escoamento da produção agrícola, e isso  é possível com estradas boas, condicionadas ao transporte de todos”, avaliou a prefeita. 

O responsável por chefiar a pasta da Agricultura e Abastecimento lembrou do quanto a parceira é importante para o progresso de Lagoa Seca. “Graças ao empenho político nosso, incluindo a atuação da prefeita Dalva e do deputado estadual Fábio Ramalho, veremos um verdadeiro canteiro de obras na zona rural da cidade. Aos amigos e lideranças políticas a nossa gratidão, a exemplo de Frei Anastácio, pois destinou esse recurso”, agradeceu Nelson Anacleto.

Prefeitura de Lagoa Seca acelera pavimentação na comunidade Chã do Marinho

A Prefeitura de Lagoa Seca, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo, está executando obra de pavimentação na comunidade Chã do Marinho, zona rural do município.

A inciativa contempla o calçamento de três ruas. Nesta fase inicial, o benefício está em uma das duas ruas projetadas e, em breve, o serviço também será executado na Rua Frei Damião, seguindo o calendário das equipes responsáveis.

A empreitada, que marca mais um compromisso da gestão da prefeita Dalva Lucena, começou há cerca de 20 dias e tem previsão de conclusão nas próximas semanas.

Secretaria de Agricultura intensifica serviços de recuperação de estradas em Lagoa Seca

A Prefeitura de Lagoa Seca, por meio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, segue com o cronograma de manutenção nas estradas da zona rural do município.

Na última semana, a pasta executou o serviço com aplicação de piçarro na ladeira da comunidade Conceição, e a partir desta segunda-feira (20), a equipe estará realizando o trabalho nos sítios Cumbe e Gravatá do Cumbe.

O piçarramento serve para melhorar o caminho nas localidades e facilitar o deslocamento de pessoas e veículos.

O secretário de Agricultura e Abastecimento, Nelson Anacleto, fez um balanço do trabalho prestado nos últimos dias e garantiu que outros setores de Lagoa Seca também serão beneficiados.

Dalva faz balanço do governo, anuncia novo pacote de recapeamento asfáltico e garante mais veículos para Lagoa Seca

A prefeita Dalva Lucena participou, na tarde desta terça-feira (14), do programa Caturité nos Municípios, da Rádio Caturité 104.1 FM. A gestora usou o espaço para fazer um balanço das principais ações de governo e anunciar novos trabalhos em Lagoa Seca. Também estiveram presentes os secretários Iankel Lucena (Finanças), Nelson Anacleto (Agricultura e Abastecimento) e Janaína Lucena (coordenadora da Saúde).

Durante uma hora de programa e interação com os apresentadores Ubiratan Cirne e Márcio Furtado, Dalva iniciou sua entrevista pontuando algumas ações voltadas à área da infraestrutura, desde quando assumiu a prefeitura há um ano e sete meses. Ela citou pavimentações com paralelepípedos, sobretudo em ladeiras da zona rural, e disse da missão em avançar ainda mais com os calçamentos nos sítios do município.

Ainda no tema da infraestrutura, a prefeita anunciou novo pacote de obras que vão permitir implantar o recapeamento asfáltico em outras áreas de Lagoa Seca. A previsão é que, sob investimento de mais de R$ 5 milhões, a administração pública aplique o asfalto completando ruas dos bairros São José, Bela Vista, Morro e Monte Alegre. O processo está em fase final de licitação e deve ser iniciado ainda este ano. Atualmente, o governo começou o mesmo serviço em quatro ruas – três nas medições da Praça João Jerônimo da Costa (Praça da Matriz) e uma também no Centro.

Seguindo com o roteiro, foi exposto pela chefe do executivo municipal os reparos os quais vêm sendo executados nas unidades de saúde, com oferta de novos equipamentos e melhorias nesses prédios, bem como o alto investimento na Policlínica Manoel Jácome e Unidade de Saúde Inácia Leal.

Para a Secretaria de Agricultura e Abastecimento, dois novos veículos prometem melhorar o deslocamento se servidores da pasta e agilizar demandas. Conforme Dalva, a secretaria deve ganhar logo mais um carro e uma moto, adquiridos por meio de emenda parlamentar.

Os ouvintes do Caturité nos Municípios puderam acompanhar a sequência de agenda de trabalho organizada em prol do crescimento de Lagoa Seca. O setor educacional abriu caminho e entrou na pauta do programa. A prefeita afirmou que as escolas da rede municipal de ensino recebem atualmente reparos em suas instalações, para melhor acolher estudantes e profissionais da área. Duas escolas entraram no destaque dela: reformas na Escolas Maria da Guia Ramos, no bairro Monte Alegre, e Antônio Félix Araújo – esta última situada no sítio Cumbe.

A continuidade de programas municipais criados pelo ex-prefeito e hoje atual deputado estadual Fábio Ramalho foi mencionada por Dalva, que recordou da ampliação do número de usuários e o quanto eles são merecedores de benefícios como o Cheque Cidadão e Mesa Farta.

Em toda sua fala, a prefeita destacou as dificuldades de administrar Lagoa Seca, uma vez que, por exemplo, o Fundo de Participação dos Municípios serve em boa parte para arcar com despesas. “Se não fossem as emendas dos amigos e a base de líderes políticos em todas as esferas, não faríamos grandes coisas. Tenho orgulho de dizer que a nossa gestão trabalha muito. Quando entra, o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), que era pra ser voltado a aplicação de políticas públicas, chega para dar fôlego ao município. Temos nos esforçado em busca de resultados. E eles estão em toda parte”.


Secretaria de Agricultura continua com serviço de recuperação das estradas de Lagoa Seca

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento continua a todo vapor com o serviço de recuperação das estradas vicinais de Lagoa Seca. Só nesta semana, de acordo com a pasta, três localidades estiveram dentro do cronograma.

As comunidades Oiti, Rosa Branca e Araçá receberam o equipamento e o piçarro, material usado para aplicar no solo e melhorar a estrada, facilitando o deslocamento de pessoas e veículos. Nestes próximos dias, a prefeitura vai concluir essa etapa, que também inclui o Floriano, e chegar até outros setores como o Mineiro e Amaragi.

A prefeita Dalva Lucena já ordenou que dentro do calendário montado pela própria secretaria, o trabalho voltado a melhorar os acessos da zona rural do município seja cada vez mais ampliado, com expectativa de que, assim que possível, sejam feitas obras de pavimentação com paralelepípedos.

Pular para o conteúdo