O forró na feira está de volta! 🪗🎶

Depois de anos sem acontecer, o forró na feira está de volta. Esse evento foi criado no ano de 2017, no pedido junino, pela Secretaria de Cultura, com o objetivo de colocar música ao vivo aos sábados na feira do Mercado Público e atraí mais público para comprar os produtos dos produtores rurais.

O Forró feira deste ano, começou no último sábado, às 07h, e irá acontecer também nos próximos dois sábados.
Com trios de forró e apresentações culturais, o Forró na feira promete divertir em quanto a população faz suas compras.

Na ocasião, a Secretaria de Agricultura realizou a distribuição de mudas em alusão a campanha mundial do meio ambiente.

Confira as fotos!

Prefeita Dalva Lucena assina Ordem de Serviço para pavimentação na Chã do Marinho, em Lagoa Seca

A prefeita Dalva Lucena assinou, na tarde desta sexta-feira (17), a Ordem de Serviço para pavimentação de novas áreas na comunidade Chã do Marinho, situada na zona rural de Lagoa Seca. A obra será executada graças a uma emenda parlamentar do deputado federal Frei Anastácio (PT).

Num evento ocorrido no pátio da Escola Municipal Zezito Ribeiro, autoridades municipais e população em geral prestigiaram a solenidade, que deu o pontapé inicial para levar mais infraestrutura e qualidade de vida a moradores da região.

A assinatura do documento foi feita primeiro por Dalva e, logo em seguida, por José Roberto, representante da Construtora GFM, empresa responsável pela empreitada.

O serviço custará aos cofres públicos um montante de R$ 550 mil e vai atender uma área de aproximadamente 700 metros de extensão. Os trabalhos serão monitorados pelas Secretarias de Infraestrutura e Urbanismo e Agricultura e Abastecimento, com previsão de início nas próximas semanas.

Há cinco décadas vivendo na Chã do Marinho, João Miguel de Sousa, 50, contou das dificuldades em se viver num setor sem infraestrutura. “O problema maior é quando chove. Aí vem tudo: lama, buraco […] ‘Tô’ ansioso pra chegar logo as primeiras pedras pra esse calçamento”, falou o motorista.

Quando precisava resolver alguma questão pessoal, a agricultora Maricelia Gomes, 36, enfrentava o trânsito intenso de Campina Grande para poder locomover-se. Ela espera que, a partir de agora, a situação mude e o acesso seja melhor a quem depende, por exemplo, de transporte público. “Pra chegar ao Centro de Lagoa Seca, a gente precisa ir por Campina Grande, já que as estradas estavam ruim, não ajudavam. Agora a gente torce, com essa obra [de pavimentação], que a coisa mude, né?”, indagou.

No ato desta sexta-feira, marcaram presença parte dos vereadores da cidade, membros do governo municipal e lideranças políticas da região, como o ex-prefeito Fábio Ramalho. 

A prefeita Dalva Lucena comemorou a assinatura da Ordem de Serviço e tratou das parcerias políticas como alianças fundamentais. “Ninguém faz nada sozinho. Essa luta começou há muito tempo, antes mesmo de Fábio ser prefeito. Agora, como estou à frente do cargo, assumo essa responsabilidade com muito carinho. É só com  amigos, parcerias, alianças fundamentais, que conseguimos o que Lagoa Seca precisa”. 

Secretaria de Cultura realiza 1° dia do Forró na feira neste sábado

Depois de anos sem realizar eventos culturais abertos ao público, devido a pandemia do novo coronavírus, a Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer irá realizar no próximo sábado (18), o Forró na feira.

O evento Forró na feira irá acontecer durante três sábados na praça do Mercado Público, com trios de forró e apresentações culturais.

A abertura das apresentações acontece neste sábado (18), a partir das 07h. E junto com ela, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento irá lançar a campanha em alusão ao mês do meio ambiente, com a distribuição de mudas.

São João 2022: Lagoa Seca lança programação com atrações musicais e confirma participação em mais quatro pontos nO’ Maior São João do Mundo, em CG

O mês de junho está aí e com ele aquele período que todo nordestino espera: comidas típicas, fogueiras acesas e muito forró para esquentar este tempo predominantemente frio. Para celebrar essa data tão significativa no calendário popular, a Prefeitura de Lagoa Seca não ficou de fora e, após dois anos de pandemia, vai promover uma programação especial e repleta de novidades.

Neste ano, o “São João descentralizado” vai ocorrer em duas regiões do município – Floriano e distrito de São Pedro (Campinote). A programação vai reunir apresentações de quadrilhas juninas e shows musicais com cantores da própria cidade.

Mas a maior novidade, sem dúvidas, é a inserção de Lagoa Seca na rota de festas d’O maior São João do Mundo, realizado em Campina Grande. Pela primeira vez na história, a Terra do Artesanato está expondo e comercializando sua cultura em quatro pontos na Rainha da Borborema.

Essa parceria é muito significativa para nós, da gestão, e, de maneira especial, para nosso povo, que respira, ama e também tira seu sustento nesse tempo de festividades. A gente sabe que, com apoio do governo de Campina Grande, Lagoa Seca vai ganhar mais notoriedade, revelando talentos e potencialidades de nossa cultura e turismo”, comemorou a prefeita Dalva Lucena.

Toda logística e operação para que o mês de junho seja inesquecível aos lagoassequenses vêm sendo desenvolvidas diretamente pela Secretaria de Cultura, Turismo e Esporte. A estimativa, segundo a pasta, é que os eventos gerem renda a artesãos, comerciantes e músicos.

Todo lugar, nesse período junino, recebe turistas. Então pensamos em algo que desse oportunidade a trabalhadores daqui [de Lagoa Seca], a fim de que eles consigam expor seus trabalhos e ganhem dinheiro. Estamos otimistas!“, disse entusiasmada a diretora do departamento de Cultura, Luciene Gouveia.

Vila Sítio São João

No último sábado, 4, Lagoa Seca estreou na abertura oficial da Vila Sítio São João, localizada na Avenida Floriano Peixoto, no Bairro Dinamérica. Um espaço amplo foi ofertado ao que há de melhor no seguimento artesanal, gastronômico e turístico do município. A meta é dar visibilidade, por exemplo, a 150 artesãos, de maneira escalonada, oferecendo-lhes um cenário para expor e vender suas peças. A Vila Sítio São João estará recebendo o público até o dia 17 de julho, das quartas-feiras à sextas-feiras, de 16h as 22h, e sábado e domingo, de 10h as 22h.

Partage Shopping

A partir desta sexta-feira, 10 de junho, no Partage Shopping, também em Campina Grande, o município de Lagoa Seca divulgará suas riquezas nas áreas culturais, culinárias e turísticas, tendo um ponto de amostra na praça de eventos do shopping. Até 10 de julho, visitadores poderão passar pelo local, nas quartas-feiras e domingo, a partir das 16h. O Partage Shopping fica na Avenida Prefeito Severino Bezerra Cabral, no bairro Catolé.

Vila dos Cactos

A Vila dos Cactos será outro espaço para divulgar Lagoa Seca. O ambiente, também instalado na Rainha da Borborema, será uma cidade cenográfica montada com elementos principais da cultura forrozeira, em um ambiente que mais parece um verdadeiro arraiá junino. A Vila fica em frente ao Museu de Arte Moderna, outro ícone de Campina Grande, obra de Oscar Niemeyer e que é conhecido também como Museu dos Três Pandeiros, às margens do Açude Velho. É de lá que sairá o tradicional Ônibus do Forró.

Salão do Artesanato em Campina Grande

Foi reaberto nesta semana o Salão do Artesanato Paraibano, em Campina Grande. Com o tema “Bordados que contam histórias”, a 34ª edição do salão deve atrair mais de 100 mil pessoas, segundo organizadores. O Salão do Artesanato funciona no Museu de Arte Contemporânea (MAC), no bairro do Catolé. O local vai atender das 15h às 22h, a partir desta terça (8) até o dia 3 de julho.

Reabertura do Salão do Artesanato em Lagoa Seca

Neste sábado (11), o Salão do Artesanato, situado no Centro de Lagoa Seca, reabre suas portas para quem desejar comprar produtos totalmente artesanais, com preços acessíveis, de várias modalidades e para todos os gostos. O funcionamento do Salão de Artesanato, durante junho, ficará sendo de segunda-feira a sábado, de 8h as 12h.

Muito forró no Floriano e Campinote

O São João descentralizado vai acontecer em duas datas, com apresentações de bandas e quadrilhas juninas. No dia 25 de junho, no Floriano, as atrações serão Fofim Dermantelo e Lúcio e Léo, e no dia 28, no povoado de São Pedro (Campinote), a festa será comandada por Daniel Rey e Adjaisom e parceiros do forró.

Restaurantes parceiros

Dois restaurantes parceiros e bem conhecidos em Lagoa Seca cedem seus estabelecimentos para intensificar a propagação do que há de bonito e vasto no artesanato local. São eles: restaurantes Pesque e Pague Quintal de Casa, no Anacleto, e Pôr do Sol, no Floriano.

Mercado Público do Produtor Rural

O “São João na Feira” será promovido na área externa do Mercado Público do Produtor Rural nos dias 18 e 25 de junho e 2 de julho, a partir das 7h.

Plano Diretor: população do Alvinho aponta problemas e potencialidades da região em primeira reunião comunitária; confira calendário de outras áreas

Dezenas de pessoas participaram, na tarde desta terça-feira, de uma reunião comunitária na Escola José Gomes, no Alvinho, sítio localizado na zona rural de Lagoa Seca. A população presente na reunião apontou problemas vigentes e potencialidades da localidade. O momento foi o primeiro de uma série de eventos dessa natureza, que marca o início da segunda etapa dos trabalhos de elaboração do novo Plano Diretor do município. Toda programação foi organizada pela Secretaria de Administração e primeira comissão do PDM (Comissão de Gerenciamento e Planejamento).

Membros das outras duas comissões (Técnica Preparatória e Acompanhamento) também marcaram presença, além de representantes de instituições governamentais, da sociedade civil organizada.

Até o mês de agosto, a estimativa é promover outras assembleias nas diversas áreas da cidade. Setores como Pai Domingos e Vila Florestal são os próximos da lista e acontecerão até o final deste mês, nas datas 14 e 21, respectivamente. Lagoa Seca está revisando o atual Plano Diretor, cumprindo os requisitos da Lei nº 10.257 de 10 de Julho de 2001 – Estatuto da Cidade – que determina a revisão do documento a cada dez anos, prazo finalizado em 2016.

Durante o processo serão revistos alguns aspectos da legislação presente, a fim de nortear a construção de um novo texto o qual será o principal instrumento de planejamento da política de desenvolvimento municipal para a próxima década, orientando as ações dos agentes públicos e privados em setores da educação, saúde, saneamento básico, habitação e transporte, entre outros, especialmente para a população de baixa renda.

Calendário de reuniões comunitárias da segunda etapa do PDM

14 de junho (14h): Pai Domingos – Associação de José Roberto Coelho
Regiões próximas convidadas a participar: Pau Ferro, Covão, Jenipapo e Almeida;

21 de junho (14): Vila Florestal – Escola Municipal São Sebastião
Regiões próximas convidadas a participar: Vila Ipuarana, Imbaúba, Conceição, Gruta Funda e Lagoa do Gravatá;

5 de julho (14h): Distrito de São Pedro/Campinote – Escola Municipal Machado de Assis
Regiões próximas convidadas a participar: Manguape, Caxangá, Retiro e Lagoa do Barro;

12 de julho (14h): Floriano – Escola Municipal Anita Cabral
Regiões próximas convidadas a participar: Tabuleiro e Gruta Funda;

19 de julho (14h): Amaragi – Escola Municipal Deocleciano Carneiro
Regiões próximas convidadas a participar: Mineiro, Cumbe, Jucá do Cumbe, Gravatá do Cumbe e Boa Vista;

26 de julho (14h): Chã do Marinho – Escola Municipal Zezito Ribeiro
Regiões próximas convidadas a participar: Oiti e Araçá;

2 de agosto (14h): Araticum – Escola Municipal José Batista Brandão
Regiões próximas convidadas a participar: Araticum, Cana e Guabiraba;

9 de agosto (14h): Ezequias Trajano e Juracy Palhano – local a definir
Regiões próximas convidadas a participar: Imbaúba, Conceição e Guabiraba;

16 de agosto (14h): Zona urbana de Lagoa Seca
Local: Câmara de Vereadores.

Chuvas na região: PMLS intensifica alargamento de barragens e reparos de estradas na zona rural

Se por um lado as chuvas que têm caído na região dão alegria e esperança de fartura ao homem do campo, por outro, a atenção precisa ser dobrada quando o assunto é mobilidade nas estradas e barragens quase estourando. Realidade encontrada nas últimas semanas em Lagoa Seca.

Para atender às demandas de quem mora na zona rural do município, a prefeitura começou a intensificar o trabalho de alargamento de algumas barragens – consideradas mais críticas devido ao grande volume d’água. A missão é abrir caminho para o líquido e afastar o risco do reservatório transbordar e romper.

As primeiras comunidades beneficiadas com o maquinário foram Rosa Branca e Chã do Marinho. Toda operação está sob comando da Defesa Civil, Departamento de Estradas e Rodagens e Secretaria de Agricultura e Abastecimento.

Segundo o mais novo balanço do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) neste último domingo, Lagoa Seca se enquadra na lista de cidades dentro do “alerta amarelo”, conceituado pelo perigo potencial de chuvas. A recomendação do Inmet é de que em caso de rajadas de vento, pessoas não se abriguem debaixo de árvores, uma vez que há leve risco de queda e descargas elétricas, bem como o não estacionamento de veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.

Nesta segunda-feira uma árvore localizada às margens da BR-104, sentido Campina Grande, tombou e, por pouco, não causou acidentes. A Defesa Civil fez o corte e retirou a árvore, evitando transtornos no trânsito local.

A prefeita Dalva Lucena falou sobre a preocupação da gestão municipal frente aos possíveis desdobramentos das fortes chuvas. “Como a gente vê e acompanha, a situação está delicada. Precisamos desse manancial tão valioso, embora em grande quantidade pode causar danos. De todo modo, nosso governo está atento a tudo e segue atuando para agir dentro do que é possível”, garantiu.

Reparos de estradas

A prefeitura segue avançando – de maneira cautelosa e paulatina – buscando reparar certos trechos concentrados em áreas rurais, onde o acesso e a locomoção estão mais danificados. Em alguns setores, como Rosa Branca e Chã do Marinho, a máquina retroescavadeira já começou a abrir caminhos, inserindo aterro a fim de diminuir buracos e atoleiros.

Não faz sentido, devido às chuvas, mexer nessas estradas, querendo recuperá-las, pois ficarão intransitáveis. Nossa missão é ir até àquelas áreas vistas como emergência”, avaliou o coordenador da Defesa Civil, Lagoa Seca.

Lagoa Seca entra para o Mapa do Turismo Brasileiro

Os lugares de natureza exuberante, espaços de forte gastronomia regional e recônditos de pura conexão com o divino levaram Lagoa Seca a ser incluída no Mapa do Turismo Brasileiro em 2022.

Na prática, isso possibilitará Lagoa Seca participar da política nacional de turismo, beneficiando-se das ações do Ministério do Turismo e pleiteando recursos junto ao órgão.

Luciene Goveia destaca que, além de atuar em outras modalidades, como o artesanato, a gestão decidiu ampliar as potencialidades do turismo local.

“Cadastramos Lagoa Seca e agora fazemos parte da região de Turismo da Serra da Borborema. Já estamos no site do Ministério do Turismo. Todo mundo sabe que nós existimos e que podemos fazer planos e projetos, dando visibilidade a nossa terra tão querida”, explicou a diretora do Departamento de Cultura, instância localizada na Secretaria de Cultura, Turismo e Esporte.

O certificado que validou a Terra do Artesanato no Mapa do Turismo Brasileiro foi emitido na última sexta-feira. A conquista chega após um período longo atendendo a diferentes requisitos, critérios, compromissos e recomendações estabelecidas pelo governo, dentre eles, possuir um órgão responsável pelo setor turístico, neste caso o Conselho Municipal de Turismo – criado em outubro do ano passado.

“Nosso governo tem trabalhado muito para dar a Lagoa Seca o status e espaço no turismo brasileiro que ela merece. Ainda temos muito a percorrer, mas agora, com essa integração de nossa cidade no Mapa, estamos mais próximos de obter meios para investir ainda mais no turismo daqui”, destacou a prefeita Dalva Lucena.

O que faz Lagoa Seca ser uma cidade turística?

• Turismo Natural e Rural – Entre os destaques estão a Cachoeira do Pinga, no limite com o municípío de Matinhas, e um sítio arqueológico com pinturas rupestres, na comunidade Amaragi.

• Turismo Religioso – Os eventos religiosos destacam-se como uma importante manifestação cultural e turística. A Gruta Virgem dos Pobres está situada às margens da BR-104, para onde convergem, em romaria, inúmeros fiéis nos domingos e dias santificados. O Convento Ipuarana e o Centro Marista de Eventos também servem de ambiente para encontros institucionais e de lazer.

• Turismo Gastronômico – Atualmente, Lagoa Seca coleciona um leque de restaurantes espalhados (especialmente na zona rural) da cidade, oferecendo ao turista um cardápio regional e contato propício com a natureza.

Em Brasília/DF, lideranças políticas conquistam empenho de R$ 3,5 milhões para investimentos na Educação de Lagoa Seca

A manhã desta terça-feira (24) começou com uma boa notícia para Lagoa Seca. É que lideranças políticas da cidade conquistaram, em Brasília/DF, investimentos para o setor de Educação do município.

A comitiva formada pelo secretário municipal de Finanças, Iankel Lucena, o presidente da Câmara, vereador Fabiano Ramalho, contando ainda com o apoio do ex-prefeito Fábio Ramalho, viajou ontem à capital brasileira e já garantiu a conclusão das creches da Vila Florestal e do bairro São José.

Somada ao destravamento das obras dessas duas unidades, está a aquisição de móveis específicos para o ambiente de sala de aula – cujo material será destinado à Escola José Marques de Oliveira, no bairro Bela Vista, e que passa por reforma e ampliação.

A outra novidade é que Lagoa Seca contará com mais dois ônibus escolares, ampliando a frota e garantindo melhor deslocamento de alunos da rede municipal de ensino.

“Estamos felizes por ver que nossa agenda de trabalho aqui [em Brasília] começou a dar frutos”, comemorou Iankel, representando a prefeita Dalva Lucena na expedição.

Nesta terça-feira, um registro em frente ao prédio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, o FNDE, mostra a comissão após a conquista para o município. O valor total dos recursos chega a R$ 3,5 milhões.

Na pauta, até quinta-feira, ainda estão previstos outros encontros com órgãos do governo federal, na finalidade de obtenção de novos ganhos para Lagoa Seca.

...
Skip to content